You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

A pandemia que revela heróis

Fabio Carneiro

Esse grande alarme em relação à pandemia não é gratuito, um aumento mundial em pouco tempo causa uma mudança importante em vários aspectos da vida das pessoas. Mas existe algo de bom em tudo isso? Sim, a verdade é que essa pandemia, além de mostrar um mundo sob outra visão, é mostrada particularmente duas categorias de heróis: uma pela presença e outra pela ausência. Vou me limitar a dois casos, pois há muito tempo esses heróis e esquecidos e inaudíveis quanto aos seus "ais". São eles: os profissionais de saúde e os profissionais de educação.

No primeiro caso, uma presença no ambiente de trabalho com o intuito de salvar vidas arriscando a própria, tem sido um grande motivo de ação mundial. Estão recebendo aplausos merecidos por esse ato - aproveite este momento para parabenizar-los. No segundo caso, os professores, a sua ausência, pois, como estão diariamente na linha de frente da educação de crianças e jovens (sendo esse o trabalho que foi descartado, momentaneamente pelos pais), uma família está criando uma maior conscientização em relação em importância desse profissional, cada dificuldade enfrentada por ele e o grande valor agregado para realizar esse trabalho. Também não deixou parabenizá-los por exercer como suas missões.

Esse novo cenário começa a derrubar, lentamente, os “heróis” velhos, muitas vezes fabricados e confeccionados, vinham ocupando espaço e criando uma distorção que realmente importa para gerar uma sociedade plena e de convívio harmonioso, principalmente no que se refere a crianças e jovens . Toda mudança é desconfortável e, muitas vezes, experimenta sensações nunca antes vividas. Estamos aprendendo pela dor - e que sirva para mudar nossa mentalidade, nossas referências de quem são nossos verdadeiros heróis. Espero, profundamente, espero por esse amor.

* Fabio Carneiro é professor de Física no Curso Positivo, em Curitiba (PR).