Sobre Newsletter Torne-se um polinizador Mural de vagas Eventos Politalks Polissocial
Sign-in
/ Lawtech

Advys quer ser braço direito do micro e pequeno empresário e de pessoas físicas

  • Felipe Mendes

    Felipe Mendes

    Felipe is our journalist at Polinize. We are committed to helping all stakeholders understand why, when and how technology can - and cannot- support better them.

    More posts by Felipe Mendes.
    Felipe Mendes

Um conceito novo: uma ferramenta que reúne especialistas nas áreas jurídicas, financeira, fiscal e empresarial – e que realiza contabilidade online. Com essa proposta, a Advys chegou ao mercado em meados de 2016. A startup atende clientes empresariais e pessoas físicas, e nasceu a partir da expertise do CEO Cassius Leal, com histórico no mercado bancário.

Leal conta que estava em um ano sabático depois de deixar a carreira bancária. Decidiu estudar direito, e percebeu que muitas pessoas tinham dúvidas em questões jurídicas – e nem sempre os advogados estavam disponíveis para sanar essas dúvidas, especialmente quando não havia hipótese viável de uma ação judicial. Foi aí que a empresa nasceu.

“Procurei uma forma de monetizar o que os advogados não querem fazer, que é tirar essas dúvidas. Comecei falando com as pessoas, vendo que havia interesse e possibilidade de um negócio. Todo mundo achava bacana mas ninguém queria pagar por isso”, lembra.

Cassius Leal reconhece que transmitir a mensagem sobre esse conceito novo é difícil. Foi aí que veio a ideia de agregar aos serviços algo que é obrigatório para as empresas: a contabilidade. Com esse benefício, o negócio ganhou força e cresceu. O CEO não divulga números, mas afirma que a startup já opera no azul.

Para as pessoas físicas, a empresa se propõe a ser uma ponte para resolução de problemas com prestadores de serviços, funcionários e empregados domésticos, aluguel de imóveis, compras mal sucedidas pela internet, planos de saúde, revisão de contratos e outros serviços.

A Advys terceriza os serviços de advogados e de profissionais contábeis, mas todas as interações com os clientes são mediadas pelos profissionais da empresa. Muitas das dúvidas dos clientes já foram respondidas em outros momentos, o que garante um banco de dados. Quando há um questionamento novo, a empresa aciona profissionais especializados.

“As dúvidas trabalhistas são respondidas por advogados trabalhistas; as dúvidas tributárias são respondidas por advogados especialistas na área tributária. Simplificamos essa linguagem jurídica para que as pessoas compreendam melhor, mas também apresentamos as fontes das informações, as leis. Não tomamos decisões por nossos clientes, e sim apresentamos as informações para que as decisões sejam tomadas sem riscos”, destaca o CEO.

Dificuldades no caminho e crescimento

Além do esforço de convencimento sobre o novo conceito, Cassius Leal afirma que teve de lidar com muitas dificuldades com prestadores de serviços, especialmente na área tecnológica. Ainda assim, ele avalia o mercado com otimismo, e comemora a chegada de novos clientes.

“Queremos ser o braço direito do micro e pequeno empresário e da pessoa física. Estamos tendo uma aceitação maior de clientes que usam muito nossos produtos, como restaurantes, clínicas médicas e odontológicas. Oferecemos um serviço que as pessoas não estão acostumadas a ter nesse mundo jurídico e contábil: respostas rápidas e ágeis. Para os clientes, isso tem um valor muito grande. Eles se sentem acolhidos”, conclui.

Felipe Mendes

Felipe Mendes

Felipe is our journalist at Polinize. We are committed to helping all stakeholders understand why, when and how technology can - and cannot- support better them.

Read More
Advys quer ser braço direito do micro e pequeno empresário e de pessoas físicas
Share article