polinize, state of tech.

#beenews


Agrotech Autotech Co-working E-commerce Edtech Energia Eventos Foodtech Games Healthtech Lawtech Mediatech Serviços

Após pivotagem, Menyoo oferece ferramenta gratuita para gerenciamento online de cardápios

Antes da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, a preocupação em relação ao atendimento de estrangeiros era grande. Foi aí que nasceu a MenuQR, que traduzia cardápios e os oferecia em diferentes línguas através de QR codes afixados às mesas de bares e restaurantes. Passados os grandes eventos a empresa mudou o foco - e até o nome. Hoje a Menyoo, como passou a ser chamada, oferece uma ferramenta que leva os cardápios dos estabelecimentos aos grandes portais de maneira gratuita.

“Quando você pensa em comer fora, o que faz é buscar informações em locais como Google, Facebook, Foursquare. Ao buscar pelo estabelecimento, encontra informações como horário de funcionamento, horários, telefone de atendimento, até resenhas. Mas quase nunca o cardápio. O que fazemos é preencher essa lacuna. Quem busca o restaurante no Google vai ter o cardápio na mão”, explica Tiago Espejo, chefe de relacionamento e vendas da startup.

A ferramenta é integrada com sites de delivery como o iFood. Em janeiro de 2018 eram mais de 2.300 estabelecimentos estão cadastrados. A maior parte em São Paulo, mas também com um grande leque nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina, embora de maneira mais pulverizada.

Além de apresentar o cardápio original, a empresa também traduz as informações para outros idiomas. Há, ainda, uma preocupação especial com a acessibilidade: as informações estão adaptadas para serem acessíveis a pessoas com deficiência visual ou auditiva. Antes da mudança de foco, a empresa passou por aceleração no Sebrae.

O serviço é oferecido gratuitamente para os estabelecimentos. Para garantir a sustentabilidade do negócio, a equipe do Menyoo oferece ferramentas pagas de precificação e gestão para os clientes cadastrados. Os pacotes pagos contam, ainda, com opções como criação e agendamento de promoções.

“Quando criamos a empresa, em 2014, percebemos uma dor latente do mercado, mas sabíamos da mortalidade depois dos Jogos Olímpicos por que o número de estrangeiros cairia. Por isso a pivotagem. Hoje atendemos todo mundo e também os estrangeiros”, complementa Espejo.



comments powered by Disqus

Receba notícias no seu email!



Copyright © 2018 - polinize, state of tech.
W3C optimized - CC License.