You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Avançar a próxima etapa da Transformação Digital requer estratégia de nuvem eficiente

Avançar a próxima etapa da Transformação Digital requer estratégia de nuvem eficiente

Rumo à Sociedade 5.0: cloud computing é a base para as demais tecnologias que irão suportar ou impulsionar a transformação digital dos negócios

Muitos são os desafios da Transformação Digital para os negócios e a infraestrutura é sua grande “espinha dorsal”. Para avançar a próxima etapa dessa revolução, dados animadores estimulam empresas e negócios a refletirem. Segundo estudo da Coleman Parkes Research, Governo Federal, 2019, as empresas destacam que 37% do crescimento de receita é advinda de novos negócios, 76% relataram melhora em sua diferenciação competitiva e 90% dos serviços digitalizados podem custar 90% menos que serviços analógicos. E para usufruir desse cenário promissor qual é o ponto de partida?

É importante partir da premissa que cloud computing é a base, ou a “espinha dorsal” para desfrutar das demais tecnologias que virão. Vivemos uma era de migração, fazendo com que os processos fabris manuais passem para o outro lado, baseado na automação. Essa evolução carrega a gestão de dados, principalmente quando se trata de segurança da informação. Nesse contexto, a infraestrutura é primordial. Empresas que investirem na jornada da modernização da infraestrutura, atenderão uma demanda latente dos negócios atuais, estarão alinhadas com a Transformação Digital e, consequentemente, rumo à Sociedade 5.0. Os ganhos de uma migração para a nuvem são muitos: aumento de eficiência, autonomia para a tomada de decisões estratégicas e redução de custos. Ou seja, sustentabilidade aos negócios. “A cloud computing traz para as empresas o suporte necessário para atender a necessidade das áreas de negócio de forma segura, pois os recursos podem ser consumidos de acordo com cada demanda. O futuro da infraestrutura de TI é estar disponível em todos os lugares”, destaca Luiz Fernando de Souza, CBO da Binario Cloud.

O próximo estágio da Transformação Digital é a Sociedade 5.0, movimento que coloca o ser humano como protagonista, tendo a tecnologia com foco no bem-estar. Avançar nesses conceitos e movimentos requer estratégia, adequação tecnológica e mudança de mindset das empresas. “Para que uma empresa consiga se adequar aos padrões da Sociedade 5.0, a porta de entrada se dá pela modernização da infraestrutura. É necessário que as empresas trabalhem com softwares capazes de suportar o alto volume de dados em ambientes dinâmicos, preferencialmente baseados na nuvem”, destaca Luiz Fernando de Souza, CBO da Binario Cloud. E para que as empresas iniciem a jornada de sua infraestrutura para a nuvem dentro do contexto da Sociedade 5.0 é necessário que sejam levadas em consideração as seguintes etapas:

  1. Realização de um levantamento de dados-chave de seu ambiente, identificando os softwares utilizados, mapeando como eles funcionam em conjunto, verificando o volume de dados já existentes, a quantidade e distribuição de servidores;
  2. Alinhamento da TI com as áreas de negócio, pois este segmento está no centro da inovação, definindo os níveis de serviço, janela para migração, budget, aplicações que não podem ter down time, impacto e agilidade;
  3. Realização de avaliação de suporte de ambiente para preparação desta migração, de preferência com auxílio da análise de empresa e profissionais especializados e experientes neste processo de migração à cloud computing;
  4. Ficar atento à escolha de soluções que garantam compliance, segurança da informação e performance;
  5. Estruturação de um plano consistente para migração à nuvem, sendo necessária a integração das equipes. É fundamental que todos compreendam a necessidade da mudança e colaborem para a sua efetivação, seja atuando tecnicamente ou apoiando com testes funcionais e de performance;
  6. Montar estratégias para usar efetivamente as ferramentas promovidas pela nuvem, garantindo elasticidade e investimento em monitoramento para encontrar a necessidade real de recursos;
  7. Partindo da premissa que na nuvem todas as operações são baseadas em computação, armazenamento e rede por software, é possível simplificar as rotinas, tornando a gestão mais rápida. Para implantação é recomendável que a empresa adote metodologias ágeis, permitindo o dinamismo oferecido pelas tecnologias;
  8. É importante ter em mente que qualquer mudança de estrutura, assim como a própria Transformação Digital, é um processo contínuo, que necessita de manutenção e melhorias.

“Uma infraestrutura baseada em cloud computing permitirá que empresas tenham escalabilidade sem o alto custo que envolve uma renovação de um data center, tendo flexibilidade para para alocar dinamicamente recursos de acordo com a demanda de cada aplicação”, finaliza Souza.