Bancarização do mundo pelo Facebook

Kevin Weil, VP de produto da Calibra, a carteira digital do Facebook apresentou no WebSummit 2019.

Os clientes poderão transferir dinheiro entre eles ou outros estabelecimentos e para facilitar estão criando a sua própria criptomoeda, a Libra. Contudo existem muitos obstáculos com as agências reguladoras e o impacto que uma empresa com tanto poder teria no mundo, dessa forma empresas como a Visa, Mastercard e PayPal aguardarão essas aprovações. O Facebook tem o conhecimento de tantas pessoas no mundo inteiro ainda não bancarizadas e que pode transformar as relações de acesso e consumo melhor para todos.

Atualmente temos no mundo 1,7 bilhão de pessoas estão excluídas do sistema financeiro, já no Brasil temos 45 milhões de não incluídos no sistema bancário, segundo uma pesquisa do Instituto Locomotiva, é uma movimentação 820 bilhões de reais por ano fora dos bancos — é praticamente o produto interno bruto de Portugal (218 bilhões de dólares). Esse é um dos grandes motivos do crescimento das Fintechs no Brasil, por exemplo.

O Facebook possui 2,27 bilhões de perfis, uma base de usuários muito superior que o YouTube e o WhatsApp. Os brasileiros somam mais de 130 milhões de usuários no Facebook.

Um dos medos desse poder do Facebook é ter uma boa prevenção de lavagem de dinheiro, mas que o Facebook declara a mesma preocupação. Outro fator é a preocupação com os dados dos clientes, devido ao envolvimento recente com vazamento de dados e uso indevido de empresas terceiras.

A expectativa é que a Libra e Calibra sejam lançados 2020.
Vamos esperar! E com muita expectativa para uma boa experiência aos clientes e uma revolução para uma vida melhor.

Roberta Altermann

Published 11 days ago