You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Café do Vale da Eletrônica se reinventa durante a pandemia

Café do Vale da Eletrônica se reinventa durante a pandemia

Grandpa Joel’s Coffee continua apostando na criatividade para levar seu café especial direto ao consumidor em Santa Rita do Sapucaí (MG)

Em meio à crise causada pela pandemia do coronavírus, as empresas tiveram que se reinventar e transformar o próprio negócio de maneira rápida. É o caso do Grandpa Joel’s Coffee, de Santa Rita do Sapucaí (MG), cidade conhecida como Vale da Eletrônica. A marca, que tem dentro do seu escopo desde a produção do próprio café até a venda ao consumidor final, segue a tendência apontada pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC).

Segundo a ABIC, o consumo da bebida na quarentena aumentou em 30% em todo o país. Entretanto, só conseguiram esta fatia aqueles negócios que mudaram sua estratégia para: melhorar a comunicação sobre os produtos e serviços online em plataformas próprias; entrar em grandes sites do varejo nacional; incrementar mais opções de artigos e cafés especiais; iniciar a entrega rápida na região de abrangência; e criar kits promocionais. Esta foi exatamente a receita adotada pelo Grandpa Joel’s Coffee, principal marca da cidade e pioneira no movimento de cafés especiais do Vale da Eletrônica.

“A venda direta a partir do WhatsApp do Grandpa Joel’s é um exemplo a ser seguido”, destaca o professor Eduardo Ramos, da Fundação Getúlio Vargas, se referindo aos 10% de crédito que o consumidor ganha para utilizar em consumo nas lojas físicas. “Acompanho a marca como referência nacional desde que tomei conhecimento em um evento em Santa Rita no ano de 2018 e a abordo, inclusive, como estudo de caso em sala de aula”.

O estudo da ABIC ainda aponta outras formas de crescimento como sugestão às cafeterias brasileiras, como criar cursos nas suas plataformas online e buscar supermercados e empórios locais para comercializar o produto. Oportunidade que, segundo o professor, ainda não foi adotada pelos cafés especiais de Santa Rita do Sapucaí e região. Ramos conta que, com as lojas físicas fechadas e as adaptações sugeridas pela ABIC, os cafés de todo o Brasil que deram a guinada na sua estratégia de forma criativa têm obtido, de forma geral, até 70% de aumento na sua receita em relação ao período pré-pandemia.

Para Ramos, "estamos em um período de muitas oportunidades para quem usa a criatividade para comercializar o café direto ao consumidor final". Segundo o professor, o que foi construído pelo casal Dias à frente do Grandpa Joel's Coffee é muito inovador para o setor antes e agora na pandemia. Ele destaca iniciativas como as bicicletas para venda de café em locais de grande movimento, as coffee bikes, e as franquias da marca, que já conta com uma segunda loja em Santos (SP) e está prestes a se expandir.

Ramos também ressalta a forma como o negócio se relaciona com os micro-produtores da região do Vale da Eletrônica para criar novos produtos como licores, geleias e cervejas de café, além de projetos inovadores realizados em colaboração. “O Grandpa Joel’s desenvolveu um sistema de agricultura colaborativa, intitulado de cofarming, em que pequenos produtores podem alugar espaços de terra na sua fazenda e utilizar uma cozinha colaborativa, o que vem resultando em muitos produtos que depois são vendidos nas suas cafeterias e no seu comércio eletrônico. Além disso, conclui, "o projeto de turismo do café que vem sendo desenhado pelo casal à frente do Grandpa Joel's trará, em breve, grande impacto ao contexto econômico de Santa Rita do Sapucaí e região”.

Top stories in your inbox!