You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
CLM cresce 45% com fortalecimento de portfólio, política de expansão e respeito aos canais

CLM cresce 45% com fortalecimento de portfólio, política de expansão e respeito aos canais

Transformação digital impõe desafios e revisão de estrutura financeira e técnica

Em um mundo em transformação digital, fazer a lição de casa direitinho pode levar empresas a resultados surpreendentes. Quem acompanha o mercado de distribuição especializada de TI, aquela com alto valor agregado, sabe que a vida não anda nada fácil.

A possibilidade de aquisição direta em modelos de cloud computing, incorporada primeiramente com o SaaS – Software as a Service -, depois IaaS – Infraestrutura as a Service – e PaaS – Plataform as a Service – e agora XaaS – Tudo como Serviço, fez a distribuição de softwares cair, de 13% para 11%, entre 2016 e 2017. A informação é da 7ª edição da pesquisa da Associação Brasileira da Distribuição de Tecnologia da Informação (Abradisti), em parceria com o It Data.

No entanto, este não é o caso da CLM. A distribuidora de valor agregado atingiu incríveis 45% de crescimento até outubro de 2018, em comparação com o mesmo período de 2017. O percentual é mais de dez vezes maior que o crescimento do setor de TI, como um todo, o que inclui hardware, software, serviços e telecom, projetados para este ano, 4,1%, segundo levantamento da ABES – Associação Brasileira de Empresas de Software – em parceria com a IDC.

O diretor internacional da CLM, Gabriel Camargo, explica que com as transformações do mercado de softwares, as empresas precisam repensar a estrutura, primeiro a financeira, depois rever desde a arquitetura do produto até o atendimento ao cliente. “Esse novo desafio exige preparo para uma nova gestão estratégica, técnica e, principalmente, financeira,” alerta.

A empresa está em processo de expansão no Brasil e na América Latina. Atualmente, conta com sua sede em São Paulo e filiais em Joinville, aberta em 2017 para atender os estados do sul do país; na Colômbia, Peru e Estados Unidos. “No início do próximo ano, temos mais novidades,” instiga Gabriel.

A CLM conseguiu ampliar sua presença na AL, com distribuição e logística interna. Todo o processo, do começo ao fim, é feito com capital intelectual da distribuidora, que investe em revendas, com alto potencial de crescimento.

A empresa especializou-se em trazer fornecedores de tecnologias avançadas, com grande qualidade e potencial de crescimento que normalmente não interessam aos grandes distribuidores box movers.

O desenvolvimento do mercado na América Latina para essas novas tecnologias é seu grande diferencial.

O aporte de valor na CLM inclui o treinamento dos canais, webinar para os clientes potencias, condução de provas de conceito, empréstimo de equipamento para clientes da revenda, e estruturação de financiamentos para os clientes finais.

Além disso, segundo o diretor da CLM, a confiança das revendas no distribuidor também é essencial. “Não vendemos direto, 100% dos nossos fabricantes respeitam a cadeia do processo de vendas; respeitamos o registro de oportunidades, bem como a política de canais de cada fabricante. O respeito é do começo ao fim,” assinala.

Top stories in your inbox!