You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

Colégio aposta em aulas especiais para ajudar na saúde mental de adolescentes

Disciplinas de Educação Física, Teatro e Música dão apoio social, psicológico, intelectual e cognitivo aos alunos

Os impactos da pandemia na saúde mental dos estudantes é tema de preocupação de educadores do mundo todo. Principalmente os alunos de Ensino Médio, na faixa dos 14 aos 17 anos - já que grande parte das coisas que mais gostam está relacionada à interação social, da qual estão privados. "Este é um momento de privação de várias atividades prazerosas, de restrição do contato com os amigos - que é muito intenso na adolescência - e de muitas incertezas. A privação de todas essas situações aliadas com a imprevisibilidade de quando tudo isso irá passar podem ser o gatilho para doenças mentais, como ansiedade e depressão", revela a psicóloga do Colégio Positivo - Internacional, Michelle Norberto Martins.

Pensando nisso, a instituição recorreu às aulas de Educação Física, Música e Teatro para trabalhar o desempenho social, psicológico, intelectual e cognitivo dos alunos. "A prática de atividades físicas e prazerosas neste momento de isolamento são fundamentais. A rotina se estruturou de uma forma totalmente nova, com novas tarefas, em outro ambiente, sem a interação social presencial e com outros estímulos; por isso, a prática de atividades que quebrem essa rotina de afazeres, que tragam leveza e prazer para a vida do adolescente, são tão importantes", explica a psicóloga.

O coordenador de Esportes e Cultura, Gino Fellipe Santoro, alerta para o problema do sedentarismo durante a pandemia. "Vivemos um momento atípico na história da humanidade. A pandemia do novo coronavírus levou a maior parte da população a ficar em casa, isolada e inativa, aumentando expressivamente os níveis de sedentarismo, que está relacionado ao aparecimento de inúmeras doenças, em qualquer idade. As aulas de Educação Física estão ajudando, nesse sentido, os alunos a se manterem ativos e garantirem mais energia para continuar estudando", afirma.

Segundo Michelle, o Teatro e a Música são disciplinas vistas pelos jovens como diversão e relaxamento. "São momentos em que eles podem colocar para fora e expressar a emoção acumulada", conta a psicóloga. "A música é usada desde o começo dos tempos para ajudar os humanos a lidarem com sentimentos difíceis e se conectarem melhor uns com os outros", lembra o professor de Música, Leandro Ramos.

Como diz o ditado, "quem canta, seus males espanta"! E isso é cientificamente provado. Devido à forte e imediata influência sobre as emoções, aliada à capacidade de aumentar naturalmente os neurotransmissores (incluindo as endorfinas), a música é usada para programas de bem-estar no mundo todo. Segundo a psicóloga Michelle, as aulas de Música, Teatro e Educação Física ajudam na capacidade respiratória, melhoram o humor, reduzem o estresse e a ansiedade, aumentam a capacidade de concentração, estimulam a memória, melhoram a postura e causam uma sensação prolongada de bem-estar.

Sobre o Colégio Positivo

O Colégio Positivo compreende oito unidades na cidade de Curitiba, onde nasceu e desenvolveu o modelo de ensino levado a todo o país e ao exterior. O Colégio Positivo - Júnior, o Colégio Positivo - Jardim Ambiental, o Colégio Positivo -  Ângelo Sampaio, o Colégio Positivo - Hauer, o Colégio Positivo - Internacional, o Colégio Positivo - Água Verde, o Colégio Positivo - Boa Vista e o Colégio Positivo - Batel atendem alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio, sempre combinando tecnologia aplicada à Educação, material didático atualizado e professores qualificados, com o compromisso de formar cidadãos conscientes e solidários. Em 2016, o grupo chegou em Santa Catarina - onde hoje fica o Colégio Positivo - Joinville e o Colégio Positivo - Joinville Jr. Em 2017, foi incorporado ao grupo o Colégio Positivo – Santa Maria, em Londrina (PR). Em 2018, o Positivo chegou a Ponta Grossa (PR), onde hoje está o Colégio Positivo - Master. Em 2019, somaram-se ao Grupo duas unidades da escola Passo Certo, em Cascavel (PR), e o Colégio Semeador, em Foz do Iguaçu (PR).

Top stories in your inbox!