You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Com R$ 20 mil, jovem empreendedor cria construtech, especializada em reformas e construções

Com R$ 20 mil, jovem empreendedor cria construtech, especializada em reformas e construções

Leôncio Neto tem 28 anos e é o fundador da RenoveJá, marca que pretende faturar R$ 30 milhões em 2019

Aos 28 anos de idade, o pernambucano Leôncio Neto faz parte da pequena parcela de jovens brasileiros que realizaram o sonho de ter o próprio negócio, objetivo alcançado por um grupo de apenas 8,8% da população com idade entre 18 a 34 anos, segundo um levantamento realizado pela Fundação Estudar. Filho de uma vendedora e um madeireiro,  o empreendedor fundou a RenoveJá - empresa de reformas e manutenções - com um investimento inicial de apenas 20 mil reais, fruto de recursos economizados durante o período em que trabalhou como funcionário. A rede que faturou R$ 6 milhões no ano passado, prevê encerrar 2019 com movimentação de 30 milhões de reais.

Fundada em 2012, em Recife (PE), a empresa surgiu com foco em reformas de prédios comerciais com o nome Renove Obras. Mas no final do primeiro ano de operação, a crise financeira que se instalava no País naquela época, atingindo, principalmente, o setor da construção civil, acabou afetando o desenvolvimento do negócio. Para driblar o crise, a empresa passou por uma reformulação para se manter no mercado, assim surgia  a RenoveJÁ, uma construtech com plataforma marketplace que conecta clientes a profissionais da sua região.

“Sempre quis empreender, após diversas pesquisas identifiquei que ainda não existia no mercado empresas com foco em resolver os problemas desse segmento, o da construção civil. Além disso, queria fazer algo que trouxesse soluções para problemas cotidianos das pessoas”, comenta Neto.

A RenoveJá realiza serviços de reformas, manutenção e reparos, como pintura, hidráulica, alvenaria, gesso, elétrica, e manutenção, em imóveis residenciais e comerciais. A empresa também desenvolveu um modelo de negócio que fica localizado dentro de home centers e atende cerca de dois mil clientes por mês e emprega 416 pessoas. Após dois anos no mercado, a empresa obteve o maior market share de Recife e passou a operar com dois modelos de franquias: Home Office e loja/quiosque com investimento inicial que varia de 15 a 50 mil. Atualmente a marca possui 28 unidades em operação nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Para 2019, a rede está otimista com foco em expansão para cidades como  São Paulo (SP), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS), e prevê chegar a 60 novas unidades com projeção de faturamento de R$ 30 milhões.

Trajetória

O primeiro contato com a construção civil surgiu ainda na infância, quando Neto tinha 16 anos. Nesta época, o empreendedorismo já estava presente em sua vida, pois seu pai realizava trabalhos na cidade de Recife, que o tornaram um dos maiores construtores de Pernambuco. Com a veia empreendedora na família, Neto iniciou a sua trajetória profissional gerenciando uma pequena empresa de água mineral dos seus pais. Tempos depois, assumiu o cargo de assistente de operações em uma empresa de movimentação de cargas pesadas da família. Em 2010, teve o primeiro contato direto com vendas, quando começou a trabalhar como vendedor em uma startup de delivery. Conhecer a rotina desse tipo de empresa, de alta produtividade e estrutura enxuta, foi essencial para a criação do modelo de negócio que desenvolveu para a RenoveJá.

Top stories in your inbox!