Como a consulta veicular pode ajudar no meu negócio?

2 months ago

*Por Marcos Siqueira

Antes de responder à questão desse artigo, vamos falar um pouco sobre o mercado de revendas de veículos. Sabemos que esse setor exige alguns cuidados para que se evite cair em golpes, como problemas na documentação e quilometragem adulterada. Além disso, alguns fatores como passagem por leilão e sinistro reduzem muito o valor do veículo. Por isso, é fundamental saber todo o histórico do carro que está comprando para conseguir um bom preço, tanto na compra, quanto na venda.

Dessa forma, podemos dizer que a consulta veicular é hoje a melhor ferramenta para obter todas as informações necessárias para realizar um bom negócio. De posse desses dados é possível fazer um bom negócio e não perder dinheiro nem na venda ou revenda de carros e motos.

Para ajudar, listei abaixo algumas das informações que você pode encontrar em poucos segundos, por meio das plataformas de checagem. Confira:

Documentação, débitos e restrições: A consulta permite saber também se o veículo possui algum débito em aberto e não pago. Não se esqueça de calcular este valor e colocá-lo na soma da negociação para não ter prejuízo.O veículo pode ainda ter uma dívida do proprietário antigo ou uma disputa trabalhista, tendo o carro dado como garantia. Enquanto o processo não é finalizado, o uso do carro fica restrito e pode ser recolhido por um oficial de justiça a qualquer momento.

Quilometragem: Em geral, carros acima dos 100 mil quilômetros rodados perdem muito do seu valor de mercado. Claro, é preciso verificar o ano do veículo também. Em geral, carros que rodam até 12 mil quilômetros por ano são considerados pouco rodados. Vale lembrar que é bastante comum a adulteração do hodômetro para tentar diminuir a quilometragem. Por isso, é importante fazer uma consulta veicular, que permite identificar a real quilometragem e, assim, evita que se gaste mais ou até tentativas de fraudes.

Leilão: Veículos com apontamento de leilão possuem uma depreciação de até 60% do valor de mercado, independente da origem do leilão. Contudo, da mesma forma que foi mais barato para o consumidor, ele também o será para as concessionárias que vão fazer a avaliação de carro. Portanto, se você está com ideia de trocar o seu veículo adquirido em um leilão, é importante considerar essa questão. Atualmente, não existe consulta de leilão grátis no mercado, ou seja, para saber se um veículo foi leiloado ou não você terá que realizar uma consulta veicular.

Carros com sinistro: Todo carro está sujeito a passar por acidentes de trânsito dos mais leves até os mais graves. Nesses primeiros casos, pode acontecer de apenas a estrutura externa do veículo ser comprometida. E, nesse caso, é possível consertá-la com técnicas como o martelinho de ouro e a funilaria, ou até mesmo trocando algumas peças da lataria. Agora, quando há acidentes graves, acabam prejudicando toda a estrutura. Nesse caso, o carro será desvalorizado, porque as chances de apresentar um problema decorrente da batida são altas.

Roubos e furtos: Aproximadamente, mais de 500 mil carros são roubados por ano no Brasil. Isso significa que a cada minuto um carro é roubado ou furtado no Brasil. Grande parte desses veículos são revendidos. Nesses casos, a consulta veicular evita tanto a compra de um veículo roubado, quanto o repasse. Mesmo que você não tenha conhecimento dessa condição do veículo terá que responder judicialmente. Tenho certeza que você não vai querer lidar com uma situação como essa.

E aí, gostou das dicas?

*Marcos Siqueira é presidente da Checktudo, empresa cujo principal objetivo é oferecer o poder de segurança e gestão de risco grandes bancos de dados governamentais de identificação de clientes a serviço de pequenas e médias empresas

Renniê Paro

Published 2 months ago