Sobre Newsletter Torne-se um polinizador Mural de vagas Eventos Politalks Polissocial
Sign-in
/ Edtech

Design Instrucional como estratégia para ampliar qualidade e atratividade de cursos online

  • Polinize

    Polinize

    Nossa missão é dar às startups um espaço para compartilhar suas inovações, tornando-as acessíveis e conectadas

    More posts by Polinize.
    Polinize

Você já ouviu falar em designer instrucional? Imagina do que se trata? Lembre de algum curso que você tenha feito e que sentiu falta de um conteúdo mais direcionado ou achou cansativo por ser apenas expositivo. Lembrou? É aí que entra o profissional de design instrucional. Ele vai direcionar estrategicamente o melhor conteúdo para determinado público, quais ferramentas usar e de que forma deixá-lo mais atrativo.

Em um momento em que há muita informação disponível e de fácil acesso, a busca por conteúdos mais interessantes e de maior qualidade passou a ser o ponto-chave para um público cada vez mais exigente. Neste contexto, a Metodologia de Desenho Instrucional passa a ganhar destaque.

“O uso da metodologia do DI (design instrucional) permite criar um contexto de aprendizagem capaz de aproximar o aluno à informações e conteúdos mais alinhados com as suas reais necessidades de conhecimento”, explica Michele Kasten, CEO e fundadora do Instituto de Desenho Instrucional (IDI).

Criado há 10 anos, o Instituto foi pensado para atender uma demanda do mercado de educação por profissionais que dominassem competências para desenvolvimento de cursos e conteúdos para Educação a Distância (EAD). Com mais de 15 mil profissionais formados pelo IDI, atualmente a busca por este tipo de aprimoramento vai além das instituições acadêmicas.

“O ramo corporativo, de todos os setores da economia (saúde, transporte, alimentação, educação, etc) estão neste movimento de investir em desenvolvimento de conteúdo de qualidade, querendo tornar a informação cada vez mais acessível a qualquer hora, a qualquer tempo e de qualquer lugar aos seus colaboradores”, conta.

Segundo dados do Censo EAD.BR 2016, Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância do Brasil, da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), foram contabilizados 561.667 alunos em cursos regulamentados totalmente a distância, 217.175 em cursos semipresenciais, 1.675.131 em cursos livres não corporativos e 1.280.914 em cursos livres corporativos.

Para Michele Kasten, “não podemos pensar em educação sem considerar aquele que desenha e cria o que vai ser transmitido, disseminado e ensinado”. O uso da metodologia do DI permite que o professor assimile uma nova prática e conheça ferramentas, recursos, aplicativos e plataformas que tornem seu trabalho mais fácil e qualificado.

Em contrapartida, o aluno beneficia-se no acesso de um conteúdo mais interativo e percursos didáticos mais personalizados e adaptados às suas reais necessidades. “Estes alunos tendem a demonstrar maior assimilação do conteúdo, aplicar melhor o conhecimento no seu dia-a-dia e, logicamente fica mais motivado a seguir estudando”, complementa.

Ainda tem dúvidas sobre o papel do designer instrucional? O Instituto de Desenho Instrucional disponibiliza um e-book gratuito sobre o tema. Possui também um curso de curta duração e uma pós-graduação na área, além de cursos online complementares, como gamificação, produção de vídeo-aulas, design de storytelling, entre outros, formações presenciais e In Company.

Polinize

Polinize

Nossa missão é dar às startups um espaço para compartilhar suas inovações, tornando-as acessíveis e conectadas

Read More
Design Instrucional como estratégia para ampliar qualidade e atratividade de cursos online
Share article