Educação a distância vira ferramenta na busca por excelência no setor de saúde

17 days ago

A Organização Nacional de Acreditação (ONA), entidade responsável pelo desenvolvimento e gestão dos padrões brasileiros de qualidade e segurança em saúde, implantou e começou a fazer uso do Canvas, ambiente virtual de aprendizagem da Instructure, como plataforma para seus cursos totalmente a distância de aperfeiçoamento do programa educacional ONA Educare. Adotado desde abril deste ano, a mudança já está sendo sentida positivamente tanto pela instituição quanto pelos alunos.

“Nós precisávamos tornar nossos cursos mais intuitivos. Melhorar a maneira que os ofereciamos”, explicou Gilvane Lolato, gerente de educação da ONA. “Por exemplo, a maioria dos nossos cursos possui uma tutoria que orienta o aluno ao longo do aprendizado. E com o Canvas, nós melhoramos essa interação, pois a plataforma permite de ao invés mandar um email escrito, encaminhar um vídeo. Então existe essa possibilidade de aproximar mais a tutora do aluno. Isso era uma questão que a plataforma anterior não nos possibilitava”, concluiu Lolato.

Ao todo, a ONA oferece 12 cursos a distância de aperfeiçoamento com conteúdos voltados para a gestão de qualidade e segurança em saúde, além de formação e atualização de Avaliadores do Sistema Brasileiro de Acreditação. As turmas costumam ter cerca de 35 alunos, e os cursos ficam disponíveis online por um período médio de 2 meses. Na plataforma os alunos têm acesso à aulas expositivas em formato de ppt, de vídeo, e de áudio; são disponibilizados artigos e leituras complementares; e são promovidos fóruns de discussão e atividades práticas com o intuito de desenvolver os alunos para a melhoria dos processos nas organizações de saúde. Os alunos podem acessar o ambiente virtual em qualquer dispositivo (celular, tablet ou computador), no horário e local que preferirem.

A implantação do Canvas foi muito bem aceita pelos alunos. A otimização da acessibilidade, a disponibilização do conteúdo e a maior interação com a tutora foram um grande diferencial e ganho para eles. “Nós sentimos uma satisfação maior dos alunos. Nós temos uma pesquisa de satisfação onde fazemos um monitoramento. E já conseguimos comparar um período com o outro. Por exemplo, nós  tínhamos algumas manifestações dos alunos relacionadas ao formato do conteúdo, ou a distância da tutora. E são questões que hoje não aparecem mais”, conclui Lolato.

Carlos Silva

Published 17 days ago