polinize, state of tech.

#beenews


Agrotech Autotech Co-working E-commerce Edtech Energia Eventos Foodtech Games Healthtech Lawtech Mediatech Serviços

Educare vê “mudança diária” na percepção e aceitação sobre tecnologia e educação no Brasil

Após parceria com a Profes, plataforma deve passar a ter novo nome em breve

Por Felipe Mendes

Marcio Boruchowski, fundador e CEO da Educare reconhece: o mercado brasileiro é conservador, e geralmente o fechamento de contratos é um processo demorado. Entretanto, ele diz que vê a cada dia mudanças na percepção que as pessoas têm sobre a utilização de plataformas tecnológicas de educação.

Fundada em 2014 como uma plataforma de aulas particulares com modelo de negócios voltado principalmente para escolas, a Educare começa 2018 vivendo uma nova fase. A empresa acaba de concretizar uma fusão com a Profes, que também trabalha com aulas particulares, mas com foco no aluno individual. Juntas, as empresas se colocam como o maior portal de aulas particulares do país, e o próximo passo é apresentar um novo nome, ainda não definido, para o grupo.

Boruchowski acredita que a mudança na percepção sobre a participação da tecnologia na educação não se resume ao ensino a distância. Para ele, plataformas de aulas gravadas, de avaliação, de correção de redações e de apoio e reforço escolar estão ganhando espaço. “O grande desafio que a gente enfrentou na nossa jornada foi a dificuldade de fazer crescer uma startup de educação no Brasil. A gente vê que demora, mas todo ano há um crescimento muito maior que o do ano anterior”, aponta.

O fundador da Educare acredita que a tecnologia vai andar lado a lado com o modelo tradicional, que, para ele, não vai ter mudanças significativas pelo menos nos próximos 20 anos. Porém, a incorporação da tecnologia ao dia a dia vai ser essencial para melhorar o ensino personalizado.

“Não vai haver um ‘ganhador’, não vai haver uma empresa que virá pra resolver todos os problemas. O que pode acontecer é uma consolidação do mercado, como acontece naturalmente, com as empresas trabalhando em paralelo. A aula gravada funciona muito bem, mas quando o aluno tem dúvida e precisa de um professor ao vivo, ele vai ao Educare ou ao Profes, por exemplo. Cada um tem sua área, e todas vão trabalhar juntas”, destaca.

Hoje a Educare atende escolas de todo o Brasil, públicas (em parceria com o Instituto Votorantim, que disponibiliza a plataforma e algumas disciplinas para professores em locais onde atua, para educação continuada) e privadas. São cerca de 90 mil alunos. Somam-se a eles 150 mil estudantes que acessam os conteúdos da Profes. A operação conjunta soma cerca de 1 milhão de sessões por mês. Os alunos têm a promessa de encontrar o melhor professor para sua necessidade em até 4 minutos.

“O que a gente vê são pessoas aprendendo o que querem, na hora que querem, como querem, do conforto da sua casa, indo à casa dos professores particulares, online ou por sala virtual. Queremos levar ensino de qualidade pra todos os pontos do Brasil. E o Brasil é interconectado, então acreditamos que vamos conseguir chegar a isso no curto prazo”, aposta Boruchowski.



comments powered by Disqus

Receba notícias no seu email!



Copyright © 2018 - polinize, state of tech.
W3C optimized - CC License.