Segundo Serasa Experian, crise abriu espaço para o surgimento de novas empresas; dados da Locaweb apontam para negócios inteiramente digitais

São Paulo – Se por um lado a crise econômica que atingiu o país fechou inúmeros postos de trabalho, por outro lado ela fez surgir uma nova leva de micro e pequenos empresários - os chamados empreendedores por necessidade. De acordo com o último Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, no primeiro semestre deste ano foram abertas 1.262.935 novas empresas no país, o que representa um aumento de 10,5% em relação aos primeiros seis meses de 2017 - o maior número registrado para o período em série iniciada em 2010.

São inúmeros brasileiros que, em meio à crise política e econômica e à falta de oportunidades no mercado formal de trabalho, decidiram empreender por conta própria.

Ocorre que, em meio a um mundo cada vez mais conectado, torna-se cada vez mais difícil um novo negócio prosperar fora do ambiente online. Devido à evolução tecnológica e à ampliação do acesso à internet, hoje, 67% dos brasileiros possuem algum tipo de conexão à rede, segundo o estudo TIC Domicílios 2017, divulgado este ano pelo Cetic.br, que é ligado ao Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br).

Isso quer dizer que mais pessoas estão suscetíveis ao impacto causado por produtos e serviços divulgados via websites, redes sociais e outros canais de exposição na internet.

De acordo com Higor Franco, Diretor-geral da Locaweb Serviços de Internet, unidade de varejo da Locaweb, para atingir esse público, os novos empreendedores precisam conhecer as ferramentas disponíveis para lançar um negócio na internet.

“Para construir uma presença digital, o empresário tem de cumprir algumas etapas iniciais para a plena divulgação de seu serviço na internet, tais como registrar um domínio, escolher um provedor, desenvolver um website próprio, ranquear a página em sites de busca, contratar publicidade digital, entre outras ações”, explica.  

Dentro desse cenário, a Locaweb registrou alta de 12% na contratação de serviços de hospedagem de sites, de 2017 para 2018. “A criação de um site é um dos primeiros passos para inserir um novo negócio no meio digital. Atualmente são cerca de 1.800.000 sites.br hospedados nos servidores da Locaweb, o que mostra que o serviço continua em franca expansão no Brasil”, complementa Franco.

Empreendedores online

Paralelamente, a Tray, unidade de e-commerce da Locaweb, também computou um crescimento de 18% no número de empreendedores online no 1º semestre de 2018. São negócios operados inteiramente na internet, beneficiados por tecnologias acessíveis e redução de custos com infraestrutura.  

“Os empresários estão descobrindo que a internet não é apenas um meio, mas também um fim para determinados negócios. Não é mais preciso abrir uma loja física para vender um produto adquirido junto a fornecedores. Basta criar um e-commerce”, comenta Franco.