You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Empreendedorismo: parcerias público-privadas na infraestrutura

Empreendedorismo: parcerias público-privadas na infraestrutura

O investimento em Infraestrutura em Economias combalidas por crises pode tornar-se uma grande saída e alavanca para uma recuperação firme e autossustentável, por se localizar em um setor da atividade econômica que possui demanda muito grande de mão-de-obra o que leva à criação de um contingente enorme de empregos diretos e indiretos, afetando positivamente toda a Economia.

“Como fazer um país, de dimensões continentais como o nosso, sair do atoleiro em que se encontra, se ficarmos somente na dependência de investimentos promovidos por um Estado falido, com seríssimos problemas de financiamento interno?”, questiona Penha Pereira, economista e Master Coach.

A melhor saída que muitos governos estaduais com alguma visão estão encontrando é associar-se ao setor privado costurando parcerias, que, se bem elaboradas, tirarão dos ombros do setor público a responsabilidade pela administração dos serviços de infraestrutura, que não são atribuições do Estado Constituído. Assim, este poderá ocupar-se daquilo que verdadeiramente é sua função primordial: oferecer serviços de qualidade em termos de Educação, Segurança, Saúde e Justiça.

Percebeu-se a imensa demanda por serviços de infraestrutura em todos os Estados, sendo que a nenhum deles cabe tomar a iniciativa por si só de solucionar estas demandas.

“A iniciativa privada e o Estado podem firmar acordos e parcerias que resultem em solução para os gargalos da Infraestrutura brasileira hoje”, afirma Penha.

Como há ainda uma grande discussão sobre a entrega pura e simples da Infraestrutura nas mãos da iniciativa privada, que seriam as privatizações 100%, a boa alternativa que é um exemplo de empreendedorismo e criatividade, são as parcerias público-privadas, através das quais o setor privado trabalhará com o Estado para desenvolver a Infraestrutura do Brasil.

O que se viu é o quanto o Brasil é dotado de recursos subutilizados, explorados de maneira errada, de forma ineficiente e muitas vezes ilícita, o que faz com que a riqueza se concentre nas mãos de poucos que manipulam os muitos que vivem à margem do bem estar que deve ser comum a todos os cidadãos.

Os imensos recursos existentes e a disposição de quem deseja empreender devem concentrar-se nas mãos dos que querem ter o trabalho digno como fonte de seu total bem estar.

Penha Pereira

Economista, Master Coach e gestora de carreira

mariadapenhaapereira@gmail.com

https://www.linkedin.com/in/mariadapenhapereira