polinize, state of tech.

#beenews


Agrotech Autotech Co-working E-commerce Edtech Energia Eventos Foodtech Games Healthtech Lawtech Mediatech Serviços

Empresas empregam metodologia OKR para alcançar resultados a longo prazo

Apenas 39% dos profissionais brasileiros se dizem felizes no trabalho, de acordo com uma pesquisa promovida pela Catho, site de classificados de empregos, em 2015. Neste cenário, uma das maiores dificuldades que os empreendedores enfrentam é manter seus colaboradores motivados a alcançarem as metas da empresa. Uma das formas que eles encontraram para fazer isso e está se mostrando cada vez mais eficaz é adotar a metodologia OKR (Objectives and Key Results - Objetivos e Resultados Chave).

Em termos simples, o OKR é uma técnica de gestão em que um conjunto de objetivos menores e relacionados contribuem para a estratégia macro da organização, de forma a minimizar todos os esforços desnecessários. Utilizada por empresas como Google, Twitter, LinkedIn, Dropbox e Facebook, a metodologia faz sucesso entre empresários brasileiros e ajuda a definir metas claras, significativas e mensuráveis, o que eleva produtividade, reduz o estresse e aumenta a motivação da equipe, independentemente do tamanho dela.

“Começamos a usar o OKR quando tínhamos apenas 15 funcionários, hoje somos mais de 200”, exemplifica Vitor Torres, CEO da Contabilizei, escritório de Contabilidade que utiliza tecnologia para simplificar processos contábeis. “Com a técnica, conseguimos suportar grandes crescimentos e mudanças do mercado, porque podemos implementar, aprender e corrigir rapidamente para colher os resultados no futuro”, explica.

No momento de formatação dos OKRs, os líderes definem três macro objetivos e repassam aos diretores, que devem alinhá-los e estruturá-los com toda a empresa. A partir daí, em reuniões de poucos minutos, os colaboradores, que têm autonomia na realização da estratégia, apresentam os status das atividades para os líderes, como explica Roni Cunha Bueno, sócio da Orgânica, empresa que lidera o crescimento acelerado de negócios.

“O OKR deve ser uma ferramenta de comunicação e alinhamento interno de fácil compreensão e acordados entre gestor e colaborador, alinhados à estratégia da empresa. É importante que todos andem em bloco para o mesmo sentido”, justifica Roni. “Com os objetivos definidos e a forma de mensuração bem estabelecida, são realizados feedbacks curtos que permitem a descoberta e solução de eventuais problemas sem perder muito tempo”, complementa.

Pouco recomendada para indústrias tradicionais, onde o ciclo de produção é longo, a metodologia OKR costuma ser muito bem aproveitada por negócios a base de inovação, tecnologia e marketing. Caso da eÓtica, maior e-commerce de óculos e lentes de contato do Brasil, que aderiu recentemente à técnica e, de acordo com o CEO da empresa, Bruno Ballardie, já é possível notar o impacto da ação.

“Estabelecemos uma cultura estruturada e criamos metas iniciais que vão incentivar nosso time a sair da zona de conforto e reforçar a horizontalidade da empresa. Organizamos o processo, definimos as prioridades e agora vamos mensurar os resultados para corrigir o que for necessário para crescer de forma ainda mais acelerada”, finaliza Bruno.

Bruno-Ballardie---e-tica---polinize



comments powered by Disqus

Receba notícias no seu email!



Copyright © 2018 - polinize, state of tech.
W3C optimized - CC License.