You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Erros mais comuns na gestão de concessionárias

Erros mais comuns na gestão de concessionárias

Por Bárbara Siqueira

Só quem atua nesse segmento sabe o quão difícil pode ser estar à frente da gestão de uma concessionária. E existem diversos motivos para essa função ser tão desafiadora, passando pela variedade de produtos e preços, até a dificuldade na comercialização e manutenção dos automóveis.

Diante desses desafios, é comum que os gestores cometam alguns erros. No entanto, quando falamos de uma concessionária, isso pode ter um custo extremamente elevado e acarretar prejuízos gigantescos, já que os valores rotacionados nesse tipo de negócio são altíssimos.

Pensando nisso, montei uma lista com os erros mais comuns na gestão de concessionárias e também algumas soluções para resolver todas essas questões:

1. Não analisar a origem dos veículos adquiridos: Fazer a consulta da procedência dos veículos que você está vendendo é essencial para a segurança do consumidor. Adquirir carros ou permitir a revenda de veículos roubados ou com problemas judiciais pode, além de dar caso de polícia, manchar a integridade e imagem de seu estabelecimento. A consulta veicular permite saber também se o veículo possui algum débito em aberto, informação muito importante para análise na hora da compra.

2. Não organizar as vendas: Muitas concessionárias pecam nesse aspecto. Isso acontece porque seu time de vendas é esparso e competitivo, ao invés de unido e integrado. Para isso é necessário que os funcionários acompanhem todo o conteúdo publicitário gerado, bem como eliminar o viés competitivo do cargo. Além disso, ouví-los é essencial, pois eles podem ter ideias ou sugestões que tragam mais clientes, já que estão em contato direto com o seu público.

3. Não utilizarem as ferramentas adequadas: Ter uma boa base de ferramentas é importante, sejam elas digitais ou não. É extremamente necessário quando falamos da compra e venda de veículos que os aspectos do carro e do cliente sejam analisados o mais rápido possível. É preciso entender que qualquer tipo de compra é realizada por meio das emoções e, quando você deixa alguém esperando, ele poderá rever todo o processo de compra daquele bem. E assim, dá uma chance para desistências. Um sistema ágil, com dados confiáveis e extraídos de banco de dados governamentais de forma segura, legal e sigilosa é essencial para verificar os dados do cliente e do veículo.

4. Não criar uma estratégia de marketing digital: As estratégias de marketing digital se tornaram praticamente obrigatórias para concessionárias, coisa que anteriormente não era visto como necessário. Essa obrigatoriedade se dá por dois fatores diferentes. O primeiro deles é a migração do público da televisão e do rádio para a internet. O segundo, é o custo desse tipo de marketing, muitas vezes bem menor do que investir em mídias tradicionais. Por isso, investir na movimentação das redes sociais é extremamente importante para atrair mais clientes e criar um canal de comunicação eficiente. Não se esqueça também de abastecer com conteúdo relevante seus blogs e sites.

*Barbara Siqueira,  Diretora de Operação da Checktudo. A Check é uma empresa pioneira há mais de 20 anos do mercado de consultas e histórico veicular, que foca em inovação e eficiência para seus clientes

Top stories in your inbox!