You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Estudantes desenvolvem aplicativo para ajudar mulheres em relacionamentos abusivos

Estudantes desenvolvem aplicativo para ajudar mulheres em relacionamentos abusivos

App utiliza dispositivos de disfarce que ajudam a proteger as vítimas

Dados do Ministério da Saúde mostram que a cada quatro minutos uma mulher sobrevive à agressão de pelo menos um homem. Diante desse cenário, alunos do nono ano do Ensino Fundamental do Colégio Positivo - Santa Maria, de Londrina (PR) desenvolveram um aplicativo que ajuda na proteção das vítimas. O objetivo principal do projeto foi desenvolver um método de socorro mais rápido e eficaz para as mulheres.

O aplicativo "Elas por Elas" tem como diferencial o uso de dispositivos que aumentam a segurança da vítima caso o agressor acesse seu celular. Segundo Nátaly Primo Dias, de 15 anos, aluna do Colégio Positivo e uma das desenvolvedoras, esse é um recurso essencial para a segurança da mulher. “Buscamos entender outros programas parecidos e vimos que, considerando o fator ciúmes, é importante que o parceiro não identifique essa ferramenta no celular da vítima”, explica.

Para chegar ao produto final, os alunos contaram com o auxílio e encaminhamento de toda a equipe do Colégio Positivo. “Uma entrevista essencial para o nosso desenvolvimento foi com o diretor de Segurança do Grupo Positivo, Fernando Brafmann, especialista que nos apontou a forma de garantir ainda mais a proteção da vítima, como a opção de avisar familiares e amigos próximos antes de contatar as autoridades”, conta Guilherme Oliveira Isprocati, de 14 anos, outro aluno que participou do projeto. Além dele e de Nátaly, o projeto contou com a participação da estudante Eloisa Silva Costa, de 14 anos.

A orientadora da equipe, Alessandra Mathias, reforça a importância de ações como essa dentro do ambiente escolar. “Quando vemos alunos engajados em causas sociais e que buscam um resultado final cada vez mais evoluído, temos certeza que o ensino cumpriu sua função: fazer indivíduos melhores para construirmos um mundo melhor”, diz a professora, que contou com o auxílio do professor Fernando C. de Oliveira.

O protótipo do projeto foi apresentado durante a Mostra de Soluções do Colégio Positivo Santa Maria, em outubro, e deve estar disponível em breve nas lojas online.

Sobre o Colégio Positivo - Santa Maria

O Colégio Positivo - Santa Maria foi incorporado à rede de colégios do Grupo Positivo em 2017 e, desde então, combina tecnologia aplicada à educação, material didático atualizado e professores qualificados, com o compromisso de formar cidadãos conscientes e solidários. Localizado em Londrina (PR), o Colégio Positivo - Santa Maria tem turmas de Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Ensino Bilíngue. Além disso, os alunos têm à sua disposição atividades complementares esportivas e culturais, incentivo ao empreendedorismo e aulas de Língua Inglesa diferenciadas.

Top stories in your inbox!