You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Êxodo urbano traz oportunidades para comércio ‘descolado’ em Santa Rita do Sapucaí

Êxodo urbano traz oportunidades para comércio ‘descolado’ em Santa Rita do Sapucaí

Efeito da pandemia, migração de grandes centros para cidades de pequeno porte vem trazendo bons resultados aos estabelecimentos criativos de Santa Rita do Sapucaí

Santa Rita do Sapucaí, cidade de 40 mil habitantes no sul de Minas Gerais, tem repercutido pelo mundo nas últimas semanas com a presença-destaque em dois respeitados rankings mundiais: o primeiro sobre as cinco melhores cidades para talentos criativos viverem no pós-pandemia, realizado pelo American Reporter, e o segundo sobre as 10 cidades de pequeno porte mais ‘descoladas’ do mundo, conduzido pelo Creative Urban Institute. Além disso, foi destaque em um estudo brasileiro sobre Cidades Inovadoras realizado pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Tais conquistas demonstram o esforço coletivo que tem sido realizado pelas diversas vertentes do município, como instituições, empresas privadas, governo, coletivos, associações e, principalmente, uma nova geração de empreendedores capazes de combinar as principais tendências mundiais às tradições locais.

Paula Dias, criadora do Grandpa Joel’s Coffee, um dos negócios criativos mais expressivos do município, conta que Santa Rita tem recebido um público que leva uma vida moderna e que, portanto, tem grandes exigências. “Mesmo durante a pandemia tenho visto reformas em alguns estabelecimentos gastronômicos e alguns conhecidos também se qualificando, fazendo cursos”, destaca. ”Também estamos nos preparando para atender aos nossos clientes, que estão cada vez mais em busca de uma experiência que une o que é tendência nas principais metrópoles do mundo à proximidade com a natureza e o tradicional da cidade”.

Grandpa Joel's Coffee, em Santa Rita do Sapucaí, MG

Todo este movimento, segundo Paula, não é novo. “Antes da pandemia uma boa parte dos clientes já eram de fora da cidade. Nós sentimos muito isso pois os moradores de Santa Rita tem orgulho de apresentar uma cafeteria como a nossa, com produtos locais e com café da própria terra”, completa. Segundo ela, mesmo durante a pandemia, a procura não parou. Santa Rita tem recebido cada vez mais pessoas de fora, como um lugar tranquilo para se isolar e trabalhar em home-office durante o período.

“No início da pandemia o movimento parou. Levamos alguns dias procurando um norte. Enxugamos a operação, paramos de receber clientes e então comecei a pensar em como chegar até a casa das pessoas - e funcionou. Um novo decreto liberou consumo na cafeteria e aos poucos o movimento voltou, com tudo dentro dos protocolos de segurança e higiene”, pontua a empreendedora. Segundo Paula Dias, após a sua reinvenção digital, o Grandpa Joel’s Coffee está mais ativo do que antes. “Nos últimos dois meses o aumento de torra de café para terceiros foi enorme e a venda de produtos para novos parceiros e outras cafeterias foi surpreendente”, afirma. “A procura para turismo rural também está muito maior”.

De acordo com a empreendedora, Santa Rita tem um enorme público de fora da cidade, além de estar recebendo cada vez mais novos moradores com um estilo de vida mais cosmopolita e exigências mais ‘descoladas’. “Essas pessoas vêm de cidades grandes e valorizam muito quem produz. Não basta um bom produto ou um estabelecimento confortável e bonito, se não existe uma história interessante e real por trás. Nós focamos na valorização da cultura e na tradição de nossa cidade, com toques de design, bom gosto, história e muita qualidade. E tem dado certo”, conclui.

Top stories in your inbox!