You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

Freguesia online: "banca" virtual e WhatsApp viram ferramentas de venda para feirantes durante pandemia

Com mais de 140 comerciantes já cadastrados, site inédito aproxima feira do cliente durante período de isolamento social

O comércio eletrônico, que virou questão de sobrevivência para tantos setores, chegou às feiras livres. Para os aproximadamente 350 feirantes de Curitiba, o formato de venda online foi visto como uma revolução e forma de se reinventar em meio ao período de isolamento social. Com a nova ferramenta virtual, os comerciantes podem expor e negociar seus produtos em uma única plataforma.

Para o gerente da Unidade de Feiras de Curitiba, Luiz Maskow, o cadastro nesta plataforma virtual é, para muitos feirantes, o primeiro passo no comércio eletrônico. “Além disso, muitos já estão realizando entregas no sistema delivery como alternativa para as pessoas que não podem ter acesso ao local das feiras”, acrescenta.

E foi pensando nesse público e também nas dificuldades que essa inovação poderia causar que o projeto foi desenvolvido. “Sabíamos que alguns dos usuários seriam novos na rede e ressaltamos a importância de uma plataforma simples, intuitiva, porém eficaz”, explica o coordenador de Portais do ICI, Luciano Cardoso.

Para a feirante Wiviane Cavilio Tulio, de 39 anos, que comercializa frutas e verduras, o projeto é uma forma de aumentar o contato com os fregueses.  “Está tudo bem simples e tranquilo de fazer, agora vai ficar mais fácil do pessoal encontrar a gente. Nós queremos nos adequar a este novo momento”, conta.

Os feirantes interessados em entrar na plataforma podem fazer o cadastro pelo computador ou smartphone. Após o preenchimento dos campos de informações, a solicitação passa pela aprovação e é validada em até 24 horas. Depois disso, a banca virtual já estará disponível no portal.

O site, desenvolvido pelo Instituto Cidades Inteligentes (ICI) em parceria com a Prefeitura de Curitiba, reúne campos que vão desde alimentos prontos para consumo, hortifrutis, cereais, carnes, pescados até armarinhos, cosméticos e utilidades domésticas. Após escolher o produto, feirante e cliente podem negociar diretamente pelo WhatsApp. Para conferir, basta acessar feiraslivres.curitiba.pr.gov.br

Sobre o ICI

O ICI – Instituto das Cidades Inteligentes é uma organização criada em 1998, com atuação em todo o território nacional, referência em pesquisa, integração, desenvolvimento e implementação de soluções completas de TIC para a gestão pública. Mais informações: www.ici.curitiba.org.br.

Top stories in your inbox!