Freshworks ganha várias posições na lista da Forbes 2019 Cloud 100, mostrando aumento contínuo do reconhecimento

2 months ago

Empresa apareceu pela primeira vez na lista em 2017 no número 95, foi classificada como número 60 em 2018 e subiu para o número 40 este ano

A Freshworks Inc., empresa de software de engajamento com clientes, anunciou que, pelo terceiro ano consecutivo, foi nomeada para a Forbes Cloud 100. Esta é a lista definitiva das 100 principais empresas privadas a operar na nuvem, publicada pela Forbes em parceria com a Bessemer Venture Partners e Salesforce Partners. A Freshworks apareceu pela primeira vez na lista em 2017 no número 95, foi classificada como número 60 em 2018 e subiu para o número 40 este ano.

"O fornecimento de software simples e poderoso de engajamento do cliente sempre foi nosso foco principal, e o mercado continua abraçando nossa abordagem", disse o CEO e fundador da Freshworks, Girish Mathrubootham. "À medida que nosso bom momento continua em 2019, nosso último salto na lista Forbes Cloud 100 completa o ciclo de reconhecimento de analistas, clientes e investidores que recebemos este ano. O ranking recém-lançado da Forbes vem logo após o desembarque de nossa tecnologia em três relatórios do Quadrante Mágico do Gartner e reconhecimento da plataforma de revisão G2 Crowd.

Como parte do rigoroso processo de seleção do Forbes 2019 Cloud 100, a Bessemer Venture Partners recebeu envios de centenas de startups que operam na nuvem. O Painel de jurados da Cloud 100, composto por CEOs de empresas públicas que operam na núvem, revisou os dados para selecionar, pontuar e classificar as 100 principais empresas privadas que operam na nuvem de todo o mundo. O processo de avaliação envolveu a classificação das empresas em quatro fatores: liderança de mercado (35%), avaliação estimada (30%), métricas operacionais (20%) e pessoas e cultura (15%).

"O ecossistema de nuvem privada amadureceu, tornando a competição em conseguir um dos lugares cobiçados da lista do Cloud 100 mais dura do que nunca", disse Byron Deeter, principal investidor em nuvem e parceiro da Bessemer Venture Partners. “De fato, a avaliação média de uma empresa em nossa lista inaugural há apenas quatro anos era de US$ 1 bilhão, enquanto a avaliação média na lista deste ano subiu para US$ 1,7 bilhão. Nosso Cloud 100 2019 inclui mais de 60 unicórnios de nuvem privada. Esses fundadores representam o melhor que existe na computação em nuvem atualmente e certamente muitos seguirão os passos de nossos estimados homenageados do Cloud 100. No total, 25 empresas da Cloud 100 foram a público e dezenas foram adquiridas por mais de US$ 1 bilhão cada. Parabéns a esses líderes da nuvem.”

“Há quatro anos, classificamos as melhores e mais brilhantes empresas emergentes do setor de nuvem”, disse Alex Konrad, editor do The Cloud 100 da Forbes. “Com tantas empresas crescendo rapidamente na nuvem, desde segurança cibernética e marketing até análise de dados e armazenamento, é mais difícil do que nunca fazer parte da lista do Cloud 100 - mas, se você o fizer estará lado a lado com a elite dessas companhias. Parabéns a cada um dos homenageados no Cloud 100 de 2019 e os 20 homenageados em ascensão que estão prontos para se juntar a eles.”

As listas Forbes 2019 Cloud 100 e 20 Rising Stars são publicadas on-line em www.forbes.com/cloud100 e aparecerão na edição de setembro de 2019 da revista Forbes. A cada ano, os CEOs das empresas Cloud 100 e 20 Rising Stars são homenageados na exclusiva Cloud 100 Celebration, organizada pela Bessemer Venture Partners, Salesforce Ventures e Forbes.

Carlos Silva

Published 2 months ago