Objetivo é ampliar o acesso às pesquisas científicas aplicadas, criando conexões entre ecossistemas do mercado

Com a missão de potencializar a inovação no agronegócio brasileiro, a Fundepag, especializada na gestão de negócios no setor, anuncia reposicionamento estratégico como agente de conexão entre pesquisadores, empresas, startups, institutos, aceleradoras e governo.

De acordo com a Fundepag, nos últimos anos foram investidos mais de R$ 1 bilhão em inovações e negócios. Hoje, além de conectar o mercado de ponta a ponta, é responsável por aproximar pesquisadores, institutos, hubs de inovação e de novos negócios em expansão ao ecossistema de empreendedorismo, para capturar sinergias e oportunidades para desenvolver inovações que vão de encontro com os desafios e necessidades deste setor.

O segmento agro tem crescido consideravelmente nos últimos anos e a Fundepag assume uma posição de protagonista, indo além da conexão tradicional que as fundações fazem. “Após o processo de um ano de consultoria e planejamento para chegarmos a esse novo posicionamento, conseguiremos gerar ainda mais valor para o ecossistema apostando em quatro pilares estratégicos: Negócios, para criar novas possibilidades e levar as pesquisas ao mercado; Investimento, para possibilitar a captação de recursos, incluindo meios baseados em blockchain; Network, com intuito de promover e facilitar a conexão entre pesquisas e empresas; e Conhecimento, para capacitar e gerar conteúdos, além de promover discussões”, explica Álvaro Duarte, Presidente da Fundepag.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017, o setor agropecuário cresceu aproximadamente 13% e foi responsável por 70% do crescimento de 1% no Produto Interno Bruto (PIB). De acordo com Álvaro, se o atual ritmo de consumo continuar, nos próximos 30 anos será necessário mais 60% no incremento de alimentos e 37% a mais de energia em ambiente sustentável.

“Frente a estes e outros grandes desafios, teremos cada vez mais insumos para corroborar com o desenvolvimento sadio do mercado. Buscamos atuar como uma consultoria que trabalha na contramão do tradicional, ou seja, nos aproximamos das empresas e entendemos suas reais necessidades, agregando uma inteligência que leve novas oportunidades para os institutos e demandas em pesquisas, que aplicadas, criam ainda mais impacto social e econômico. Dessa forma, conseguimos gerar negócio para todos os stakeholders envolvidos nos processos”, finaliza.

Com atuação nacional, a Fundepag tem hoje como parceiros mais de 48 organizações de ciência e tecnologia e já realizou mais de mil eventos de transferência de conhecimento, 6 mil projetos, além de contar com mais de 2.500 financiadores públicos e privados. Em seu portfólio constam clientes como Basf, Bayer, Danone, Dupont, Internacional Paper, Nestlé, Natura, entre outros.