Futurecom destaca os avanços do sistema financeiro em sua trilha Payment

2 months ago

O que as instituições financeiras e empresas ligadas a um dos temas mais emblemáticos do momento vêm trabalhando para tornar a jornada e experiência do cliente mais dinâmica, amigável, sensorial e digital? Para debater e esclarecer o que tem sido realizado nesse tema que mexe literalmente no bolso do consumidor, o Futurecom deste ano vai trazer uma ampla discussão em sua trilha Future Payment.

Entre os dias 28 e 31 de outubro, noSão Paulo Expo, o maior evento de transformação digital da América Latina está preparado para demonstrar e ampliar o debate sobre as principais soluções digitais de pagamento que têm tomado conta em larga escala da vida de todos os cidadãos ávidos por simplificar, baratear e democratizar a utilização de meios de pagamentos e afins.

As fintechs, por exemplo – responsáveis por popularizar os serviços de pagamento e crédito ao público ‘desbancarizado’, ou seja, aquele que não tem acesso às contas bancárias – têm espaço garantido no evento, onde mostrarão como as plataformas digitais promoveram mudanças disruptivas no setor financeiro e acertaram em cheio nas necessidades deste perfil de consumidor, permitindo acesso fácil e desburocratizado às transações financeiras.

“O foco do Futurecom é, sem dúvida, explorar a transformação digital como um todo, discutindo os avanços das tecnologias aderentes aos negócios, da inovação e do desenvolvimento da estrutura de conectividade para a transformação da cadeia produtiva. Para tanto, devemos debater as soluções disruptivas que podem dar cabo de todo esse processo”, defende Hermano Pinto, diretor do Futurecom.

Durante a trilha do Future Payment, e todo o Futurecom, qualidade da conexão e segurança terão lugar de destaque entre os temas que serão a tônica deste ano. “Como os dados hoje são o ‘minério’ mais relevante de todo o ecossistema, é essencial garantir operações adequadas, com métodos eficazes de proteção, para assegurar a privacidade deste conteúdo que trafega livremente por aí”, explica Hermano. Os sistemas alternativos de autenticação (biometria, reconhecimento facial, digital, de voz, entre outros) já são uma realidade e ganharão escala nos próximos anos e são uma importante interface homem-máquina. E para garantir a segurança necessária nesse processo, a aplicação cada vez mais forte da Inteligência Artificial será fundamental. Na esteira das novas tecnologias, o machine learning complementa, juntamente com outras ferramentas, a verdadeira transformação digital que se instala em várias frentes.

Um tema que ganha evidência e espaço nas agendas corporativas é a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que regulamenta o uso, a proteção e a transparência de dados pessoais no Brasil, com data-limite até agosto de 2020 para que empresas de todos os setores estejam em total adequação à nova lei. Diante desse cenário, a LGPD será debatida tanto na trilha do Future Payment quanto no Future Cyber.

Com foco nas possibilidades que a tecnologia traz para desenvolvimento de soluções de identificação e meios pagamento, o Future Payment terá três dias de palestras e paineis com temas variados que envolvem Open Banking, Contactless, Blockchain, E-Wallets, Stablecoins & Moedas Digitais, Private Label, Mobile Payments e Tokenização, Segurança & Fraude.

Além do Future Payment, o Futurecom terá também outros eventos paralelos como Future Gov, Future Jud, Future Cyber e Future Tech. Todas as possibilidades e tendências proporcionadas por novas tecnologias e o 5G serão debatidas durante o Future Congress. Confira a programação completa: http://bit.ly/2ZcWitv.

Vera Aranha

Published 2 months ago