Futuro do sistema elétrico brasileiro será discutido na FIEE Smart Energy

5 months ago

Evento reunirá especialistas e empresas do segmento para debater tendências e soluções que estão revolucionando o mercado de energia elétrica

Até 2050, o consumo de eletricidade mais do que dobrará em todo o planeta. Isso significa que vamos depender mais da energia elétrica, principalmente à medida que as vendas de veículos elétricos e novos dispositivos conectados e inteligentes aumentarem. Mas o que esse cenário representa para o setor energético? Quais passos nosso País precisa tomar para garantir um futuro melhor? Essas e muitas outras perguntas serão debatidas durante a FIEE Smart Energy, feira de negócios que acontece de 23 a 26 de julho, no São Paulo Expo (SP), e reunirá toda a cadeia de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia para discutir sobre o cenário do setor elétrico no Brasil.

Durante os quatro dias de evento, os visitantes terão acesso a dezenas de palestras comandadas por alguns dos principais especialistas do setor nacional de energia. “Com o crescimento da demanda, o mercado entendeu que a substituição gradativa das fontes não renováveis por opções limpas é o único caminho possível para a sustentabilidade do segmento. Somado a isso, temos cada vez mais consumidores buscando soluções para gerar sua própria energia. Essas tendências estão causando uma revolução no cenário energético e, por isso, é importante que sejam discutidas e apresentadas ao consumidor de forma prática. Esse é o foco do conteúdo técnico da FIEE Smart Energy”, diz Lúcia Mourad, gerente da feira.

Para estimular o debate, a mostra terá a apresentação de conteúdo exclusivo, incluindo a 9ª edição do CIERTEC Brasil, promovida pelo BRACIER, e o Seminário CIGRE. Além deles, destaque à realização do primeiro seminário Green Rio em São Paulo, que explorará as experiências europeias em Energia e Sustentabilidade, com participação de empresas e entidades da França, Alemanha, Luxemburgo e Brasil. A feira abrigará, também, painéis sobre a inovação dos sistemas de armazenamento de energia elétrica, novas tecnologias para eficiência energética e os aspectos regulatórios do segmento, sempre com a presença de renomados especialistas da área pública e privada.

Com programação diversificada, a FIEE Smart Energy tem como objetivo facilitar o diálogo entre os agentes da área e os consumidores do mercado nacional. “Hoje, mais de 50% da energia consumida em todo o planeta é direcionada às indústrias e boa parte desse volume é desperdiçado. Estima-se que pelo menos 40% da energia dedicada às manufaturas seja perdida, anualmente. Precisamos mudar esse cenário e a tecnologia e o debate são essenciais para isso”, afirma Lúcia.

Levantamentos de consultorias como McKinsey e Forrester apontam que as novas soluções tecnológicas permitirão que as empresas reduzam seus custos em aproximadamente 20% - com aumento de até 30% em suas produções. “Debater os desafios da área de energia é bom para todos. As empresas do setor energético ganham, a sociedade se torna mais sustentável e a Indústria também avança. Segundo a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), por exemplo, a adoção de ferramentas inteligentes pode gerar mais de R$ 7 bilhões de economia às companhias de nosso País, somente em relação ao consumo de energia”, destaca.

Para promover esses avanços, a mostra destacará a exposição de produtos e ideias de diversas companhias nacionais e internacionais. A feira terá espaço, também, para a realização de rodadas de negócios e para a Arena de Comercialização de Energia, projeto inédito idealizado em parceria com a  a Abraceel (Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia), para facilitar o acesso dos grandes consumidores de energia às principais comercializadoras do País, mostrando as oportunidades trazidas pela comercialização direta de energia.

A FIEE Smart Energy tem como key partners a CPFL Soluções e a SEW Eurodrive e receberá as principais marcas do mercado brasileiro e internacional, como Comerc, Pacto Energia, América Energia, Baterias Moura, Panasonic, Powersafe e Siemens.

Carol Tiago

Published 5 months ago