You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

Gartner anuncia que remessas mundiais de PCs aumentaram 2,8% no segundo trimestre de 2020

Mercado retoma crescimento graças à forte demanda por PCs móveis e começa recuperação após interrupções na cadeia de suprimentos causadas pela COVID-19

As remessas globais de PCs totalizaram 64,8 milhões de unidades no segundo trimestre de 2020, o que significa um aumento de 2,8% em relação ao mesmo período de 2019, de acordo com pesquisa do Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas. Após declínio significativo no primeiro trimestre do ano, devido às interrupções da cadeia de suprimentos causadas pela COVID-19, o mercado de computadores pessoais voltou a crescer, à medida que os fornecedores reabasteceram seus canais e a demanda por PCs móveis aumentou.

"O segundo trimestre de 2020 representou uma recuperação de curto prazo para o mercado mundial de PCs, liderada por um crescimento excepcionalmente forte na região Europa", avalia Mikako Kitagawa, Diretor de Pesquisa do Gartner. “Depois que a cadeia de suprimentos de PCs foi severamente interrompida no início de 2020 por conta da pandemia da COVID-19, parte do crescimento deste trimestre deveu-se ao reabastecimento de suprimentos de distribuidores e canais de varejo para níveis quase normais”, diz.

"Além disso, o crescimento do setor de PC móvel foi particularmente forte, impulsionado por vários fatores, incluindo a continuidade dos negócios para trabalho remoto, educação on-line e necessidades de entretenimento dos consumidores. No entanto, esse aumento na demanda de PCs móveis não continuará além de 2020, uma vez que essas remessas foram impulsionadas principalmente pelas necessidades de negócios de curto prazo geradas pelo impacto da pandemia do coronavírus.”

No segundo trimestre de 2020, a Lenovo e a HP compartilharam a posição número 1 no mercado mundial de PCs, devido ao forte crescimento da HP no trimestre. Juntas, as companhias foram responsáveis ​​por metade das remessas de PCs no período, contra 46,6% registrado no segundo trimestre de 2019.

A Lenovo manteve a posição número 1 no mercado mundial de PCs, ao lado da HP, com crescimento de 4,2% no acumulado de ano a ano em suas remessas mundiais. Isso foi resultado do forte crescimento de dois dígitos na região da Europa e de mais de 50% nas remessas de PCs móveis.

Após um declínio significativo no primeiro trimestre de 2020 devido às restrições da cadeia de suprimentos, a HP registrou um forte crescimento na comparação ano a ano no segundo trimestre, ao se recuperar desses problemas de abastecimento. A HP apresentou um crescimento particularmente forte na região da Europa e nos Estados Unidos, impulsionado pela demanda saudável dos consumidores por PCs.

As remessas mundiais da Dell caíram ligeiramente no segundo trimestre de 2020, representando seu primeiro declínio em comparação ano a ano desde o primeiro trimestre de 2016. As remessas da empresa cresceram na região da Europa e no Japão, mas caíram em todas as outras regiões, com a queda mais acentuada na América Latina (20%). Em muitas regiões, os PCs móveis da Dell apresentaram crescimento de dois dígitos, o que foi compensado por um declínio significativo nas remessas de desktops.

Visão Geral Regional

O mercado de PCs dos Estados Unidos cresceu 3,5% na comparação ano a ano, registrando seu quinto trimestre consecutivo de crescimento. O crescimento de dois dígitos do segmento de PCs móveis (notebooks e chromebooks) foi compensado por um declínio de 44% nos desktops.

"A forte demanda por PCs móveis nos Estados Unidos foi impulsionada pelas regras de abrigo adotadas como resposta ao surto da COVID-19", diz Kitagawa. "Enquanto alguns estados diminuíram as restrições durante o segundo trimestre de 2020, muitas empresas continuaram se preparando para um possível ressurgimento do vírus, resultando em uma forte demanda por soluções móveis como medida de precaução.”

A HP garantiu o primeiro lugar no mercado de PCs dos Estados Unidos com base em remessas, com quase 33% da participação de mercado de PCs (consulte a Tabela 2). A Dell assumiu a segunda posição, com 26,1% de participação de mercado.

As vendas de computadores na Europa aumentaram 20% no segundo trimestre de 2020, representando o maior crescimento nessa região em mais de 10 anos. A demanda excepcionalmente forte do mercado foi impulsionada pela exigência de trabalho remoto e educação on-line devido à pandemia da COVID-19, além de um boom na demanda dos consumidores e no aumento da oferta de fornecedores para a região, à medida que os canais esgotados durante o primeiro trimestre do ano foram reabastecidos.

O mercado da Ásia-Pacífico caiu 8,1% na comparação ano a ano, no segundo trimestre. Enquanto o mercado de PCs para consumidores finais se manteve forte, impulsionado pelas compras de reposição e pelas primeiras aquisições de consumidores para atender aos requisitos de isolamento em casa, o mercado de dispositivos para o setor corporativo esteve fraco, refletindo os desafios da demanda e as restrições orçamentárias em certos setores, como governo e educação.

Top stories in your inbox!