You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

Gartner prevê que gastos globais com infraestrutura de Data Center crescerão 6% em 2021

Apesar da queda de 10% nos gastos em 2020, pesquisa indica que o segmento de Data Center

Irá se recuperar nos próximos quatro anos

De acordo com a mais recente pesquisa do Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, os gastos mundiais com infraestrutura de Data Center devem chegar a 200 bilhões de dólares em 2021, o que representa um aumento de 6% em relação ao número esperado para este ano. Segundo a pesquisa, a expectativa é uma queda de 10,3% nos gastos dessa área em 2020 devido à restrição de fluxo de caixa por causa da crise atual. A previsão indica que, apesar do declínio provocado pela pandemia de Covid-19, o mercado de Data Center deve retomar o ritmo de expansão rapidamente, com crescimento contínuo, ano a ano, até 2024.

“A prioridade para a maioria das empresas em 2020 é manter as luzes acesas, o que tem feito com que investimentos em Data Centers sejam postergados até que o mercado entre no período de recuperação”, diz Naveen Mishra, Diretor Sênior de Pesquisa do Gartner. “Nossa projeção é que os maiores centros empresariais pausem temporariamente seus gastos e retomem os planos de expansão ainda este ano ou no início do próximo ciclo. No entanto, as empresas de destaque, conhecidas como hiperescaladoras, continuarão com seus planos de expansão global, com investimentos contínuos em Nuvem Pública”.

Os bloqueios provocados pela pandemia de COVID-19 impedirão a construção de mais de 60% das novas instalações planejadas inicialmente para 2020, razão pela qual a receita de infraestrutura do segmento de Data Center diminuirá 10,3% em 2020. Os gastos de usuários finais devem crescer na casa de um dígito a partir de 2021.

“Grande parte da redução da demanda deste ano deve retornar em 2021, quando as equipes estarão presentes fisicamente nos escritórios”, avalia Mishra. “Por enquanto, todos os segmentos de infraestrutura de Data Center estarão sujeitos a medidas de contenção de custos e as áreas de compra das empresas devem estender os ciclos de vida dos equipamentos instalados”.

Com a lenta melhora no crescimento econômico, os gerentes de infraestrutura de Data Center deveriam priorizar um conjunto selecionado de clientes novos e existentes. O Gartner recomenda, especificamente, que as empresas:

1) Treinem a força de vendas para que esses vendedores consigam se envolver com o diretor financeiro (Chief Financial Officer - CFO) e o diretor de compras dos clientes em um novo conjunto de iniciativas para otimização de custos, como renegociação de contratos de TI, redução de custos de Nuvem e consolidação de TI.

2) Elaborem um manual do setor que ajude os fornecedores de tecnologia a entenderem o impacto da COVID-19 em uma gama de setores diferentes para, então, recomendar ações de curto a médio prazo para os fornecedores em cada setor.

3) Invistam em um novo modelo go-to-market, com características que atendam operações nativamente digitais e sejam capazes de impulsionar a inovação. Valorizem as soluções de TI híbrida e com preços baseados em consumo para melhorar o compartilhamento de ideias com os clientes nativos digitais.