You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

GT Covid-19 da CLM mapeia tecnologia que identifica e bloqueia o acesso de bots do mal

O Radware Bot Manager usa análise profunda de comportamento na internet para identificar a intenção por trás desses atacantes, que já representam quase 25% do tráfego total da internet

O GT Covid-19, composto por experts da CLM, distribuidora latino-americana de valor agregado, divulga mais uma das tecnologias disponíveis para auxiliar as organizações a se transformarem rapidamente e estarem aptas a atuar em um mundo em pandemia. Para fazer frente ao aumento de ataques automatizados de bots em aplicações web e móveis, bem como na interface de programação de aplicativos (APIs), o grupo identificou o Radware Bot Manager, solução que identifica e separa os bots bons dos maus, o que é muito difícil, uma vez que todos os sites e aplicações web e mobile sempre recebem a visita de centenas de bots por dia e identificar sua intenção é o grande problema.

A implantação fácil e rápida, custo competitivo e o grande aprimoramento da tecnologia de segurança cibernética da Radware foram as razões da escolha do BOT MANAGER pelo GT Covid-19. Some-se a isso a novidade de a Radware tornar a tecnologia disponível no Brasil por meio de SaaS, com módicos pagamentos mensais.

Para se ter uma ideia do potencial de ameaça dos BAD Bots, o relatório anual “The Big Bad Bot Problem 2020” descobriu que, em 2019, eles geraram quase 24,5% do tráfego total da internet, um crescimento de 20% em relação ao ano anterior.

No quarto trimestre, quando mais pessoas compram online, o tráfego de bots ruins saltou para 29,3% do tráfego total da internet. O estudo foi feito a partir de dados quantitativos sobre o tráfego de clientes globais da Radware em quase 200 países e inclui centenas de milhões de comportamentos, impressões digitais e fontes legítimas e maliciosas de bots.

Agora com a Pandemia e o crescimento exponencial das plataformas de compras online, deve-se esperar uma explosão da atividade dos BAD Bots.

De acordo com o diretor técnico da CLM, Pedro Diogenes, ao detectar e bloquear inteligentemente bots maliciosos, organizações de todos os setores podem melhorar muito sua segurança cibernetica e evitar importantes perdas financeiras.

Vale lembrar que os bots são aplicativos inteligentes que realizam tarefas, automaticamente na internet. Os bots do “bem” são extremamente úteis e podem ter muitas funções para as empresas, como indexação de sites de busca, monitoramento de aplicações web, varredura de vulnerabilidades, entre outras.

No entanto, o mesmo conceito foi usado para o mal e os bots ruins podem roubar conteúdo, a lista de clientes, colocar vírus e malwares no sistema. Eles são de vários tipos spam, zombie, spy e scrapers e imposters bot.

A solução

O Radware Bot Manager garante proteção abrangente a aplicativos web, móveis e APIs, contra todas as gerações de ameaças automatizadas (bots) que atacam aplicativos e sistemas. A tecnologia complementa as soluções Radware Web Application Firewall e anti-DDoS, e utiliza análise inteligente do comportamento dos usuarios humanos e dos roBOTS na internet.

Patenteada pela Radware, para identificar a intençãopor trás das visitas dos Bots e fornecer classificações precisas de usuários genuínos, dos GOOD Bots e dos BAD Bots. Identifica mesmo os sofisticados e inteligentes bots de quarta geração que normalmente escapam da detecção até de soluções avançadas de proteção.

Mapeamento: varredura de tecnologias vai à filigrana

O objetivo do GT Covid-19 é impulsionar estrategicamente as empresas, reduzir custos, melhorar processos e aumentar a segurança cibernética. “Há um mundo novo emergindo e, com ele, as deficiências tecnológicas de muitas companhias também apareceram. E é preciso se transformar para garantir infraestrutura e segurança para continuarem competitivas durante e depois da crise do novo coronavírus,” salienta Diogenes.

O GT é composto por seis especialistas da CLM:

·       Christiano Gomes – Gerente de Produtos da CLM, engenheiro mecatrônico pela Escola Politécnica da USP

·       Daniela Porto – Gerente de Projetos da CLM, engenheira química pela Universidade Estadual de Campinas

·       Felipe Azevedo – Gerente de Produtos da CLM, bacharel em Gestão de Tecnologia, UNIP

·       Gabriel Camargo – Diretor de Produtos da CLM, MBA – University of Virginia Darden School of Business, Engenheiro de Produção pela Escola de Engenharia Mauá.

·       Pedro Diogenes – Diretor Técnico da CLM, Engenheiro de Computação pela Universidade Potiguar,

·       Tom Camargo – Diretor Comercial da CLM, MBA Insper, Engenheiro de Produção pela Escola de Engenharia Mauá.

Da elegibilidade das tecnologias

Para serem elegíveis, as tecnologias precisam atender a determinados critérios estabelecidos pelo GT como interesse imediato, produtos inovadores, rapidez de implantação e ótima relação qualidade/preço. Foi a partir destes parâmetros, que o Radware Bot Manager, um dos pioneiros nesse mercado, passou a figurar no mapeamento.

Top stories in your inbox!