O uso de métodos ágeis para gerenciar projetos se tornou uma prática muito comum e utilizada pelo mercado. De acordo com o 12º Relatório Anual do Estado de Agilidade da VersionOne, as áreas que mais usam a gestão ágil são: tecnologia (24%), serviços financeiros (17%) e serviços profissionais (9%).

Destas, 75% afirmam que usam a gestão ágil para acelerar as entregas dos projetos de software. Assim, esse processo passa a ser uma alternativa aos métodos tradicionais para muitas organizações. Ser ágil, atualmente, significa a otimização do tamanho do lote, o que permite mudanças de direção mais frequentes aumentando a vantagem competitiva das empresas, que se tornam adaptáveis à realidade corrente do mercado.

Diante desse cenário, surge a Impulso Agile, uma união entre a Impulso, ecossistema aberto de tecnologia, e a Taller, empresa que conta com profissionais há mais de 20 anos no mercado e especialista em consultoria ágil e inovação tecnológica. Focada na melhoria da gestão e cultura ágil das empresas, essa parceria visa oferecer melhorias contínuas por meio da imersão de profissionais de destaque no método Agile, além do desenvolvimento de software nas áreas de softe hard skills.

Com as atividades detalhadas e adaptáveis, a Impulso Agile encaminha a empresa para uma visão sistêmica do portfólio de negócios em direção à gestão de projetos. O programa é fundamentado no modelo revolucionário de processos, o Kanban, além de conceitos como Fit for Purpose, Customer Kanban e os Flight Levels.

“A ideia da união é proporcionar às empresas a gestão do conhecimento de diversos times para que a informação não se perca na organização. Dessa forma, é possível melhorar o processo de tomada de decisão estratégica com base em números e estatísticas, além de reduzir custos de coordenação. Isso também auxilia a empresa na busca pela melhoria contínua, reduz os impactos da variabilidade e aumenta a robustez”, afirma Rafael Lima, CEO da Impulso.

Para Celso Martins, Chief Operating Officer da Impulso Agile, o mercado precisa perceber que os métodos ágeis trazem novas formas de encarar o desenvolvimento de software. “A agilidade está em executar cada parte do projeto e analisar a eficiência antes de concluí-lo totalmente. Se for preciso fazer mudanças, elas serão percebidas com antecedência e as ações para corrigir eventuais problemas serão realizadas de forma mais eficaz”, explica.

Todos os consultores e profissionais da Impulso Agile que suportam a execução do modelo ágil nas empresas, como o agile coaches, scrum masters, analistas de negócios e service delivery managers, passam por um treinamento para o suporte da otimização dos processos de cada cliente. “Os colaboradores da Impulso Agile guiam as organizações no processo de mudança por meio do estado da arte em métodos e processos, comunicação e atenção ao mundo externo, combatendo vieses individuais ou de um grupo para uma melhoria contínua”, finaliza Martins.