Intel aposta na expertise da BBL e marca presença no circuito CLUTCH

by Sing Comunicação | 2 min read

A tradição e expertise dentro do mercado gamer, assim como a visão do futuro da BBL foi o que fez a Intel a se tornar uma das patrocinadoras oficiais do CLUTCH, o circuito unificado da América Latina no jogo Counter Strike.  A holding de entretenimento especializada em e-sports nasceu com objetivo de ajudar as empresas a se comunicarem efetivamente com o universo gamer. Em apenas nove meses, passou de 30 funcionários para 107, e já é responsável por alguns dos principais campeonatos e criação de conteúdo e estratégias de e-sports no país.

A Intel investe no mercado de e-sports há 15 anos. “Para nós, na Intel, o cenário de e-sports sempre foi muito relevante. É um público que consome muita tecnologia e requer muita inovação, o que nos obriga a sempre melhorar os produtos e a experiência de uso”, explica Carlos Buarque, diretor de marketing e especialista em gaming da Intel.

A primeira Intel Extreme Masters, em março de 2007, levou poucas pessoas na CeBIT, feira de tecnologia, na Alemanha. A última edição, em maio deste ano, teve um público online de 12,6 milhões de pessoas e de 12 mil pessoas no United Center, em Chicago, EUA, com premiação total de US$ 250 mil. “Agora, o e-sports se tornou o tema da moda e temos que analisar bem as possíveis parcerias no setor, por isso escolhemos a BBL”, conta Buarque.

“A Intel é um dos grandes players do mercado de e-sports. O envolvimento da marca no circuito CLUTCH é um reconhecimento ao nosso trabalho e estímulo para alcançarmos públicos ainda maiores. O CLUTCH vai entrar para a história do e-sports na América Latina”, comenta Leo De Biase, CMO da BBL.

Segundo relatório da Goldman Sachs, em 2018, o e-sports teve aproximadamente 400 milhões de espectadores no mundo. Atualmente, 66% dos brasileiros jogam games eletrônicos, sendo que 60% afirmaram conhecer e-sports e, desse número, 48% praticam, conforme a Pesquisa Game Brasil (PGB), realizada em 2019.

E a previsão para o mercado é apenas de crescimento. Apenas no Brasil, o setor de games deve crescer em torno de 5,3% até 2022, de acordo com o resultado apresentado pela 19ª Pesquisa Global de Entretenimento e Mídia, da PwC. O estudo ainda explica que as áreas de publicidade digital e games são os que mais crescerão até 2022 – o aumento médio anual previsto é de 12% e 15%, respectivamente.

Circuito CLUTCH

Em parceria com a Gamers Club, a BBL anunciou o circuito unificado da América Latina de CS:GO, o CLUTCH. O circuito tem como objetivo fomentar e fortalecer o cenário de CS:GO e contará com a presença das maiores equipes LATAM dividas em três etapas locais, Brasileirão (Brasil), LAN League (Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Peru, República Dominicana e Venezuela) e LAS League (Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai e Bolívia).

No Brasileirão, as melhores equipes do país de CS:GO estão confirmadas para participar do campeonato. Entre elas estão W7M, paiN Gaming, DETONA Gaming, Isurus Gaming e Vivo Keyd.

As equipes melhores colocadas terão acesso a vagas para a LA League (Libertadores de CS:GO) e a GC Masters (Copa dos Campeões de CS:GO).

O acesso à elite do Brasil será por meio das ligas de entrada, que serão uma liga do Brasil Premier e uma Liga Dell Gaming. Os jogos com melhores oportunidades de torneios não são pontuados no Ranking Dell Gaming para disputarem a vitória contra as últimas colocações no Brasileirão.

Share twitter/ facebook/ copy link