You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Inteligência artificial é sinônimo de automatização de tarefas para uma gestão jurídica eficiente

Inteligência artificial é sinônimo de automatização de tarefas para uma gestão jurídica eficiente

A cada ano que passa, a tecnologia fica mais apurada e oferece soluções eficientes para as mais diversas áreas. Há um tempo, é discutida a questão da inteligência artificial, antes em termos como “robotização” ou como forma de automatização de atividades para poucas áreas, mas ela está indo além, e hoje se faz presente em vários aspectos da vida cotidiana, inclusive beneficiando o setor jurídico.

Para o dia a dia dos profissionais da área do Direito, essa é uma nova tendência que está ganhando força. Advogados já podem aprimorar suas atividades com esse tipo de tecnologia na gestão jurídica de escritórios de advocacia e de departamentos jurídicos de empresas. A Fácil, consolidada como uma lawtech e pioneira no ramo de soluções jurídicas, já disponibiliza o ferramental para aprendizado de máquina integrado ao seu sistema Espaider, que é líder do segmento, para proporcionar mais agilidade em algumas tarefas da área.

O PARKER, inteligência artificial da Fácil, foi desenvolvido especialmente para o tratamento de dados relevantes e automatização de rotinas que consomem muito tempo dos advogados.

O setor jurídico, que convive diariamente com uma quantidade enorme de processos e grande volume de dados, apesar de ser considerado conservador ainda em algumas situações, está passando por uma transição importante. E a Fácil acredita que os profissionais da área, em busca de mais produtividade e celeridade das informações, têm aderido às novas tecnologias.

Nota-se essa evolução também pelo aumento das lawtechs, empresas baseadas em tecnologia que atendem o segmento jurídico, e têm ganhado espaço no mercado nos últimos anos. Segundo a AB2L (Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs), há quase dois anos reunia apenas 20 associados, hoje conta com cerca de 400.

A primeira funcionalidade do PARKER já disponível aos clientes do Espaider, é a análise preditiva de andamentos. Essa ferramenta corresponde à classificação dos andamentos recebidos dos tribunais, seja via captura de andamentos ou leitura de publicações dos diários oficiais. Na sequência, o próprio Espaider já sugere as providências para os advogados responsáveis com os prazos para cumprimento.

O objetivo de toda essa tecnologia desenvolvida pela Fácil, é aumentar a eficiência dos usuários em rotinas diárias que exigem muito tempo para serem cumpridas. O Espaider oferece maior flexibilidade aos advogados, para que possam gerenciar o tempo com demandas mais importantes, deixando algumas tarefas burocráticas para o sistema resolver, possibilitando a redução de custos e resultados mais certeiros, pois os serviços que ficavam acumulados e só podiam ser realizados por humanos, agora podem ser executados pela inteligência artificial.