You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
IOUU comemora a menor taxa de inadimplência do mercado P2P

IOUU comemora a menor taxa de inadimplência do mercado P2P

A IOUU, plataforma P2P – Peer-to-Peer - de empréstimos e investimentos coletivos, registrou no último semestre R$ 216 milhões de reais em pedidos de crédito. Uma alta de 129,69% sobre o semestre anterior. A fintech, que ao final de julho emprestou cerca de R$ 9.9 Mi em 137 operações de empréstimos, comemora a menor taxa de inadimplência do mercado.

Com apenas 1,30% de inadimplentes e um valor total de R$ 129.542,20, apenas oito empresas estão com pagamentos em atraso, que estão localizadas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e em Goiás. A fintech considera inadimplente as empresas com mais de três meses (ou 90 dias) de saldo devedor.

De acordo com Bruno Sayão, CEO da empresa, um dos fatores para a baixa inadimplência é a análise criteriosa que inicia no motor de crédito. “A partir de uma pré-aprovação das solicitações, cujo processo ocorre em até três minutos, é possível avaliar rapidamente os potenciais novos tomadores de empréstimos”, explica.

Dentre os critérios de avaliação estão: Análise Antifraude: onde são verificadas a veracidade das informações pessoais fornecidas sobre o(s) sócio(s) e a empresa; Análise de Crédito: que verifica a saúde financeira da empresa, bem como possíveis comprometimentos que impeçam o empréstimo e Análise Comportamental: variáveis não-financeiras que possam enriquecer a análise e possibilitar o crédito que outras instituições financeiras normalmente recusariam.

Portanto, o algoritmo vai além dos extratos bancários e informações operacionais para montar uma análise mais profunda em vários aspectos. Uma vez pré-aprovada, a solicitação realizada será avaliada pela equipe de crédito, que também mantém critérios altíssimos de avaliação, resultando em menos de 3% das solicitações totais aprovadas na plataforma.

“Esse alto critério de análise permite manter uma baixa taxa de inadimplência e, dessa maneira, é possível entregar um excelente serviço para os investidores da plataforma. Quando um atraso ou inadimplência ocorre, a equipe de cobrança tem uma série de procedimentos - que vão desde o contato com os sócios por telefone, SMS e Whatsapp, além de negativações, cobranças extrajudiciais e judiciais – para tentar reaver o capital dos investidores, que recebem toda a comunicação durante este processo. Desse modo, tudo acontece de forma transparente, seja para os investidores e tomadores da IOUU”, esclarece Sayão.