IOUU comemora a menor taxa de inadimplência do mercado P2P

3 months ago

A IOUU, plataforma P2P – Peer-to-Peer - de empréstimos e investimentos coletivos, registrou no último semestre R$ 216 milhões de reais em pedidos de crédito. Uma alta de 129,69% sobre o semestre anterior. A fintech, que ao final de julho emprestou cerca de R$ 9.9 Mi em 137 operações de empréstimos, comemora a menor taxa de inadimplência do mercado.

Com apenas 1,30% de inadimplentes e um valor total de R$ 129.542,20, apenas oito empresas estão com pagamentos em atraso, que estão localizadas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e em Goiás. A fintech considera inadimplente as empresas com mais de três meses (ou 90 dias) de saldo devedor.

De acordo com Bruno Sayão, CEO da empresa, um dos fatores para a baixa inadimplência é a análise criteriosa que inicia no motor de crédito. “A partir de uma pré-aprovação das solicitações, cujo processo ocorre em até três minutos, é possível avaliar rapidamente os potenciais novos tomadores de empréstimos”, explica.

Dentre os critérios de avaliação estão: Análise Antifraude: onde são verificadas a veracidade das informações pessoais fornecidas sobre o(s) sócio(s) e a empresa; Análise de Crédito: que verifica a saúde financeira da empresa, bem como possíveis comprometimentos que impeçam o empréstimo e Análise Comportamental: variáveis não-financeiras que possam enriquecer a análise e possibilitar o crédito que outras instituições financeiras normalmente recusariam.

Portanto, o algoritmo vai além dos extratos bancários e informações operacionais para montar uma análise mais profunda em vários aspectos. Uma vez pré-aprovada, a solicitação realizada será avaliada pela equipe de crédito, que também mantém critérios altíssimos de avaliação, resultando em menos de 3% das solicitações totais aprovadas na plataforma.

“Esse alto critério de análise permite manter uma baixa taxa de inadimplência e, dessa maneira, é possível entregar um excelente serviço para os investidores da plataforma. Quando um atraso ou inadimplência ocorre, a equipe de cobrança tem uma série de procedimentos - que vão desde o contato com os sócios por telefone, SMS e Whatsapp, além de negativações, cobranças extrajudiciais e judiciais – para tentar reaver o capital dos investidores, que recebem toda a comunicação durante este processo. Desse modo, tudo acontece de forma transparente, seja para os investidores e tomadores da IOUU”, esclarece Sayão.

Lucas Nascimento

Published 3 months ago