You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Maior plataforma de incentivo à leitura do país quer impactar 1 bilhão de crianças até 2030

Maior plataforma de incentivo à leitura do país quer impactar 1 bilhão de crianças até 2030

Estante Mágica completa 10 anos com mais de 1 milhão de autores mirins e parceria com a educadora Mansani

Impactar 1 bilhão de crianças até 2030. Esse é o objetivo da plataforma educacional Estante Mágica – maior projeto de incentivo à leitura do Brasil que, em parceria com escolas públicas e privadas de todo o país, transforma alunos em autores do próprio livro. A startup completa 10 anos de atividades em 2019 com dados que impressionam: atuação em 26 estados brasileiros, 2.618 cidades, três países da América Latina (Colômbia e México e Argentina) e um recorde – mais de 1 milhão de crianças de mais de 4 mil escolas já escreveram seus próprios livros.

“Nosso sonho é fazer com que 1 bilhão de crianças tenham escrito seus livros até 2030. Porque a gente acredita muito que, quando você conta sua própria história, quando você conta aquilo que você tem de mais valioso a partir da sua própria perspectiva, você começa a entender o valor de outras histórias. E pensar as melhores soluções educacionais junto a outros educadores incríveis é fundamental para seguirmos impactando milhares de escolas em todo o mundo”, destaca Robson Melo, diretor e cofundador.

Para alcançar tal meta, a estratégia didática é estimular nas crianças competências para o mundo moderno, os chamados 5Cs: comunicação, criatividade, colaboração, curiosidade e criticidade: “Trabalhar essas aptidões socioemocionais , por meio de projetos pedagógicos, é o ideal, pois os alunos se tornam protagonistas do próprio aprendizado. E todas as vezes em que você consegue dominar seus sentimentos, colocar para fora as suas histórias mais difíceis, mais peculiares, consegue trabalhar reconhecimento, autoestima, empoderamento”, diz Robson, escolhido para integrar a rede Talentos da Educação, da Fundação Lemann.

CEO e cofundador, Pedro Concy também acredita no desafio de estar presente no mundo inteiro e se respalda na história como elemento consolidador desse objetivo. “Sabemos que será preciso nos adequar a diferentes culturas e realidades, mas, se o modelo criado a partir da Revolução Industrial serviu para o mundo inteiro, não há por que não pensar na ruptura destes conceitos e em aplicar nossas novas metodologias fora das fronteiras do Brasil”, avalia.

Parceria com Mara Mansani

Outra iniciativa da plataforma para ampliar ainda mais a qualidade do projeto para alunos e professores foi a recente parceria com a especialista em alfabetização, ganhadora do Prêmio Educador Nota 10 e formadora de professores Mara Mansani. A educadora criou os guias de aplicação – documentos de suporte a professores para orientar e avaliar a produção literária dos alunos participantes da Estante Mágica. Os guias de aplicação também ajudarão a avaliar o desenvolvimento acadêmico dos estudantes, desde a educação infantil até o ensino fundamental.

“O guia foi pensado para apoiar o trabalho do professor em sala de aula, fornecendo um passo a passo da produção da narrativa literária do aluno desde a educação infantil até o Ensino Fundamental 1. O ponto mais bacana está em mostrar que é possível tornar o aluno um escritor desde cedo. Imagine um professor de Educação Infantil ver o pequeno produzir o próprio livro. No guia, mostramos que é possível as crianças escreverem os próprios livros e isso certamente vai mexer com a cabeça do docente. Mostramos como sensibilizar e inspirar os alunos na produção literária”, explica Mara Mansani.

Como funciona o projeto

Em sala de aula, alunos do ensino infantil ao fundamental 1 vão na contramão da era digital e produzem seu conteúdo como nos velhos tempos, com lápis e papel. É dessa forma que a startup faz com que crianças de mais de quatro mil escolas do Brasil desenvolvam sua habilidade de escrever, promovendo um processo de aprendizagem estimulante e de alto impacto social.

Os projetos pedagógicos da Estante Mágica são implementados sem custos pelas escolas. O processo é simples: o colégio se cadastra na plataforma, escolhe a proposta de conteúdo que quer adotar em sala de aula e, a partir daí, cada aluno cria a sua própria história, com textos e desenhos. Os pais são convidados a escrever uma pequena biografia dos filhos, que também será incluída na publicação. Toda a produção vai resultar em um e-book gratuito.

A família que desejar o livro impresso pode encomendá-lo. E é da venda desses livros que vem toda a receita da Estante Mágica. O encerramento da atividade se dá com uma sessão de autógrafos, organizada pela escola, na qual os pequenos escritores recebem amigos e familiares.