You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Mais de 75% dos jovens consideram fazer um curso on-line ou semipresencial

Mais de 75% dos jovens consideram fazer um curso on-line ou semipresencial

Para muitos brasileiros, a rotina corrida e sobrecarregada acaba sendo um grande empecilho para começar ou concluir um curso de graduação ou pós-graduação. Mas o avanço tecnológico das plataformas de ensino a distância criam uma oportunidade única para quem deseja estudar, tornando o estudo via celular ou tablet mais fácil  e atraente.

Tendo em vista esse cenário, o ambiente virtual de aprendizagem Canvas encomendou uma pesquisa da Toluna, com 1.000 brasileiros, e mostrou que do total de pessoas que tem planos de fazer um curso de graduação ou pós-graduação, 42,17% fariam se fosse online e/ou 33,7% se fosse semipresencial. A pesquisa foi feita no dia 14 de junho, na plataforma Toluna Insights, com jovens entre 18 e 34 anos em todas as regiões do Brasil.

Os principais motivos para essa escolha são exatamente ligados a flexibilidade de horários e de ferramentas que o ensino a distância oferece ao estudante. Poder estudar a qualquer momento e no seu próprio ritmo (54,31%), e poder estudar em qualquer lugar (21,55%) são as maiores vantagens apontadas pelos entrevistados.

Já em relação às ferramentas utilizadas para estudar em cursos online, a pesquisa mostrou que, apesar do computador ainda ser a ferramenta mais utilizada para cursar estudos a distância (81,25%), o celular (38,58%) tem se destacado cada vez mais entre os estudantes.

A praticidade de poder acessar tarefas, arquivos, módulos e materiais do curso (como vídeos e textos) por meio do aplicativo para smartphone, permite que o aluno possa estudar a qualquer momento do dia e em qualquer lugar. Dessa forma, períodos do dia que seriam desperdiçados, como por exemplo tempo gasto em transporte público, acaba sendo melhor usado e se torna produtivo.

“Uma das principais tendências do ensino a distância é o estudo em dispositivos móveis. Num mercado de trabalho competitivo, há uma necessidade permanente de reciclagem e de acúmulo de novos conhecimentos ou técnicas. Por isso nós, no Canvas, buscamos produzir a melhor navegação e a melhor interface possível para os estudantes que optam por estudar no tablet ou no celular”, explicou o diretor regional do Canvas no Brasil, Bruno Giannini.

Top stories in your inbox!