You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Negócios seguros: Como agregar e higienizar sua base de dados

Negócios seguros: Como agregar e higienizar sua base de dados

Melhorar a qualidade de leads, identificar bons pagadores e, consequentemente, fechar mais negócios. Esses são os três pilares que devem ser perseguidos por gestores que desejam obter sucesso em seus negócios online. Mas antes de entrarmos em cada um desses tópicos, devemos entender o que significa higienizar sua base de dados.

Em linhas gerais, higienizar uma base de dados significa colocar em prática um processo de limpeza das informações. Ou seja, todo o sistema será limpo, padronizado e organizado. Assim, ocorrerá a padronização de nomes, ruas e outros dados cadastrais, eliminando espaços duplicados ou deixados em branco e assim por diante. Colocando em prática esse processo você aumentará a produtividade da sua empresa, além de tornar os dados mais seguros e assertivos, minimizando erros.

Depois de realizar essa verdadeira faxina, é preciso aprender à agregar à base de dados, que também é um processo que ajuda à otimizar seu sistema. Enquanto à higienização serve para limpar e organizar o sistema, agregar serve como complementação, acrescentando ainda mais informações que tenham utilidade para as atividades da empresa, sejam elas administrativas ou sua função social propriamente dita. O enriquecimento da base é realizado por meio de uma pesquisa detalhada, na qual são capturados telefones, e-mails e endereços de pessoas físicas e jurídicas de uma forma confiável, aumentando ainda mais suas informações e, consequentemente, à tomada de decisões acertadas.

Para que essas duas etapas sejam eficientes, deixo aqui três dicas:

– Faça a validação dos dados já inseridos no sistema com uma comprovação, com intuito de verificar se elas são atualizadas ou não. Para isso, utilize fontes seguras e totalmente confiáveis, como o Sistema da Fazenda, IBGE, Junta Comercial da cidade etc. Vale lembrar que esse apanhado de informações é totalmente legal e segue os parâmetros da Lei da Transparência e Acesso à Informação;

–   Avalie detalhadamente o que deve permanecer ou não em sua base.. Todos os dados duplicados e informações que sejam inúteis para a empresa deve ser excluídos, economizando espaço para aquilo que realmente é importante;

–   Por último, acrescente os dados que faltam, complementando tudo aquilo que ainda possui algum déficit de informação;

Destaco aqui que algumas empresas possuem um sistema próprio e funcionários especializados na manutenção e organização dos seus bancos de dados. No entanto, isso requer um alto investimento pelo custo que pode ser inviável para a grande maioria dos negócios. Por isso, vale à pesquisa de plataformas que fazem todo esse processo de maneira automatizada, centralizada em uma única interface e com valores acessíveis. Pense nisso.

*Barbara Siqueira,  Diretora de Operação da Checktudo.A Check é uma empresa pioneira há mais de 20 anos do mercado veicular, que foca em inovação e eficiência para seus clientes.

Top stories in your inbox!