You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
O que o RH pode aprender sobre mobilidade urbana?

O que o RH pode aprender sobre mobilidade urbana?

*Por Gabriel Arcon

Sei que esse título pode parecer ‘non-sense’, mas existe uma correlação íntima entre a área de Recursos Humanos e as políticas (públicas ou privadas) de mobilidade urbana nas grandes cidades.

Isso porque, a maioria da população demora, em média, uma hora para sair de suas casas e chegar ao local de trabalho e, claro, mais uma hora (ou mais) para voltar ao lar. Como gestor de pessoas, é imprescindível que você leve isso em consideração na hora de avaliar a motivação e produtividade de seus colaboradores.

Não são poucas as vezes em que ouvimos “é mais cansativo ir e vir, do que o trabalho em si”, e essa é uma triste realidade de muitos brasileiros. Além disso, há péssimas condições do transporte público, que pesam no bolso e muitas vezes obrigam os passageiros a irem espremidos.

Por isso, volto aqui ao título: o que o RH pode aprender com a mobilidade urbana? Simples! Abra as políticas de ida/vinda de sua empresa e crie campanhas que incentivem o uso de novos modais para seus funcionários. Será que todos eles sabem, por exemplo, que podem fazer uso de bikes comuns e elétricas para chegar ao trabalho? Será que sua empresa tem uma área onde eles possam deixar suas bicicletas em segurança?

São procedimentos e mudanças que podem parecer ‘bobas’ em um primeiro momento, mas que ao longo do tempo refletirão em felicidade, saúde e bem-estar de seus funcionários. E, no final das contas, isso significa aumento de produtividade, foco e redução de turn over.

Se olharmos friamente, quando empresas incentivam que seus funcionários façam usos de meios alternativos de deslocamentos, todos os lados saem ganhando: os colaboradores ficam mais satisfeitos e menos estressados; a empresa ganha produtividade e o meio ambiente agradece com menos carros nas ruas.

Portanto, querido gestor de recursos humanos, pense e repense suas atividades e políticas de incentivo aos funcionários. Tenho certeza que não se arrependerá.


*Gabriel Arcon é CEO da E-moving, startup de aluguel de bikes elétricas.

Top stories in your inbox!