*Por Yago Almeida

Começo de ano é caos! Sabemos!

Além de ser difícil retomar o ritmo depois das festas do final de ano, os boletos, contas e impostos não param de chegar. Um deles, que é muitas vezes atormenta nossas vidas, é o IPVA, ou seja, Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores. Todo começo de ano, essa ‘continha’ chega para os proprietários de veículos, gerando um forte impacto no bolso.

Por isso, não é incomum muitos motoristas atrasarem algumas parcelas. Para ajudar, listo aqui algumas dicas que podem ajudar a organizar esse imposto e fugir das consequências:

  • Quanto pagar?
    Para descobrir quanto vai ser o valor a pagar com atraso, você pode entrar no site da Fazenda ou ligar para a prefeitura de sua cidade. Com o  número do RENAVAM você conseguirá entender certinho o novo valor;
  • Como faço para quitar?
    Para finalmente eliminar essa pendência em sua vida, você pode acessar o site do Detran da Secretaria da Fazendo do seu Estado, inserir os dados do veículo e emitir uma nova guia de pagamento (GRD), que já virá com juros e encargos;
  • Posso parcelar o valor atrasado?
    Sim, pode. Para isso, é preciso ir pessoalmente a Secretaria da Fazenda, levar toda a documentação necessária (RG, CPF, CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo) e solicitar o parcelamento. Caso seja aceito, basta pagar as parcelas corretamente.

Sabemos que ninguém quer começar o ano com problemas financeiros e ficar sem dormir pensando nas contas, por isso é tão importante um planejamento. Imprevistos acontecem, mas vale ficar de olho nas alternativas de mercado para ficar em dia com seu tão querido carro e circular tranquilamente.