You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Pesquisa CWT revela que dois terços dos viajantes preferem reservar suas passagens digitalmente

Pesquisa CWT revela que dois terços dos viajantes preferem reservar suas passagens digitalmente

A CWT, empresa de gestão de viagens B2B4E (sigla em inglês para Business to Business for Employees), anuncia sua mais recente pesquisa e mostra que 69% dos viajantes corporativos de todo o mundo preferem comprar suas passagens aéreas digitalmente em vez de recorrer a um atendimento humano. Isso continua aumentando para reservas de hotéis (78%), transporte terrestre (71%) e check-in para voos (68%). Entretanto, os viajantes são mais receptivos falando com uma pessoa ao fazer o check-in (46%) e check-out (51%) nos hotéis.

"A tecnologia está se tornando cada vez mais dominante no ecossistema de viagens", diz Andrew Jordan, Head Global de Produtos e Tecnologia da CWT. “As interações digitais estão crescendo, e a indústria de viagens deve continuar evoluindo para oferecer às empresas e seus funcionários a experiência que eles desejam e esperam”, afirma.

No geral, os viajantes da região Ásia-Pacífico são os mais propensos a preferir a tecnologia ao contato pessoal - 73% dos entrevistados preferem reservar seus voos digitalmente, contra 71% dos viajantes nas Américas e 61% dos europeus. Enquanto isso, 84% dos viajantes dos países da Ásia-Pacífico preferem reservar hotéis digitalmente, contra 77% dos das Américas e 70% dos europeus. Para os viajantes brasileiros, a preferência pela tecnologia ao reservar o voo é de 79%, superando a média nas Américas e nos Estados Unidos (71%).

Quando se trata de fazer o check-in para seus voos, os viajantes das Américas estão mais propensos a usar a tecnologia do que o contato pessoal: 73% disseram preferir as soluções tecnológicas, contra 66% dos europeus e 65% dos viajantes da Ásia-Pacífico. Para os brasileiros, a tecnologia é a forma escolhida para 76% dos entrevistados.

“Uma das prioridades da CWT é oferecer sempre a melhor opção de viagem, desde preços competitivos até o conforto e segurança durante a viagem. Com as ferramentas tecnológicas que disponibilizamos aos nossos clientes – entre elas, o nosso inovador aplicativo móvel myCWT, proporcionamos praticidade e comodidade aos viajantes para que reservem e gerenciem suas viagens pelos canais que acharem mais convenientes,  pois garantimos processos e informações consistentes tanto no atendimento humano como digital”, afirma Erinaldo Silveira, Diretor de Produtos e Tecnologia para as Américas da CWT.

Smartphones VS. Computadores

A pesquisa da CWT também mostra que uma porcentagem significativa de viagens ainda é reservada pelo computador – 45% em 2019, contra 53% em 2018 e 52% há dois anos. Mas os smartphones estão se aproximando: 41% em 2019, ante 34% no ano passado e 32 % em 2017. Os tablets ocupam o terceiro lugar, com 11%.

Os dados revelam, ainda, que os viajantes europeus estão mais inclinados a reservar suas viagens em um desktop ou laptop (55%), seguido por viajantes das Américas (49%) e da Ásia-Pacífico (36%). No Brasil, 47% dos viajantes preferem reservar as viagens pelo desktop ou laptop – em 2018 e 2017, essa preferência era de 50%. A reserva por celular pelos viajantes brasileiros é feita por 45% - eram 44%, em 2018, e 42%, em 2017.

Por outro lado, 53% dos viajantes na região Ásia-Pacífico preferem reservar viagens em seus smartphones, em comparação com 40% dos viajantes das Américas e apenas 26% dos europeus. Os viajantes europeus são os mais propensos a usar seus tablets (16%).

Quando questionados sobre como eles preferem lidar com imprevistos ou alterações, 33% dos viajantes dizem que usar um aplicativo para dispositivos móveis é a maneira mais eficaz de fazer isso – 37% dos viajantes da Ásia-Pacífico optariam por esse tipo de recurso, contra 31% dos viajantes das Américas e 30% dos europeus.

“O viajante corporativo moderno quer ser capaz de tomar decisões imediatamente, da maneira que lhe for mais adequada", explica Jordan. "As empresas precisam proporcionar a seus colaboradores as ferramentas necessárias, tais como aplicativos móveis, para melhor equipá-los em sua jornada".

Top stories in your inbox!