Sobre Newsletter Torne-se um polinizador Mural de vagas Eventos Politalks Polissocial
Sign-in
/ Healthtech

Programa investirá até R$ 1 milhão em healthtech

HEALTH+ aceita inscrições de empresas até o dia 31 de agosto

O Programa HEALTH+ está selecionando startups que possuam soluções aplicáveis à área de saúde para receber até R$ 1 milhão. O investimento será dividido entre auxílio financeiro e um programa de aceleração que envolve mentorias e consultorias para a escalabilidade do negócio.

Criado pela Grow+ Aceleradora de Startups, o programa investe em projetos cujas soluções sejam voltadas à área da saúde desde 2016. O foco da chamada pública são iniciativas com validação de mercado que fazem uso de tecnologias como big data, inteligência artificial, blockchain e chatbots. As submissões de projetos devem ser feitas até o dia 31 de agosto pelo site health.growplus.com.br.

No primeiro ciclo do programa, foram aceleradas quatro startups: Medroom, Rapidoc, Webmed e Zenklub. A primeira delas, por exemplo, atualmente está expandindo suas operações para outros países da América Latina e já recebeu duas rodadas de investimento adicionais. Acelerada pela Grow+ desde agosto de 2017, a startup surgiu da vontade de seus sócios Vinicius Gusmão, 25, e Sandro Nhaia, 38, de unir videogames com saúde.

MedRoom_Credito-Isabele-Araujo2-2Empreendedores Vinicius Gusmão e Sandro Nhaia criaram a Medroom (Foto Isabele Araujo/Divulgação)

Segundo Gusmão, a proposta vai além de ser uma ferramenta de exibição para faculdades: trabalha com o objetivo de ajudar os alunos a salvarem vidas da melhor forma possível. Em 2015, Sandro testou o Oculus Rift e percebeu que tinha potencial para treinamento médico.

“Hoje, nós estamos construindo um centro de apoio ao estudante de Medicina que já conta com um laboratório em realidade virtual, onde recriamos uma paciente com todos os sistemas e estruturas do corpo”, afirma o empreendedor.

Networking e visibilidade

Solucionar o problema no gerenciamento de honorários médicos para todo o Brasil era o problema que a WebMed tinha como foco de seu trabalho quando começaram as mentorias e aceleração do Health+. Para eles, tanto o aporte financeiro como as ferramentas trazidas pelo programa foram responsáveis por um salto em termos de mercado, pessoas, produto e finanças.

“Atualmente, temos o nosso negócio focado mais no B2B (“business to business”, empresa para empresa). Apesar disso, não abandonamos a linha com usuários médicos finais. Pelo contrário, também estamos trabalhando arduamente nisso”, explica o sócio Luciano Lorenz.

Para a Rapidoc, que possui um software de agendamento de consultas, o networking foi um dos pontos mais enriquecedores do processo. O principal benefício foi conseguir clientes, o que foi possível devido aos contatos estabelecidos. Segundo o sócio Ivan Martins, “ter todo um modelo de negócio, mas um produto sem penetração no mercado, é apenas um sonho. Por isso, o grande benefício com o programa foi a facilitação para venda do software às operadoras da saúde”.

Especialista em alavancar negócios em estágio de crescimento, a GROW+ é classificada como uma Aceleradora Premium pela experiência e pelos resultados positivos conquistados pelas startups impulsionadas financeiramente e na gestão. A empresa identifica as principais deficiências que afetam o crescimento de um negócio e constrói um plano de ação visando a sustentabilidade, escalabilidade e a expansão.

Programa investirá até R$ 1 milhão em healthtech
Share article