Sobre Torne-se polinizador Mural de vagas Newsletter Podcasts Eventos
Sign-in
/ Edtech

Qmágico: plataforma de educação de alunos do ITA apoia mais de 1500 professores

O QMágico fui fundado em 2011 por estudantes do ITA. Hoje, a plataforma oferece o “caderno digital inteligente” e simulados do ENEM para escolas públicas e privadas, atendendo, semanalmente, 15 mil alunos. Conversamos com Mateus Noronha, COO da startup, que nos contou mais detalhes dos próximos planos da empresa.

Polinize – O que é o QMágico? Como funciona os cadernos digitais?

Mateus Noronha – O QMágico hoje ajuda escolas e professores a personalizar a aprendizagem para seus alunos. O caderno digital é o ambiente entre professor e aluno, onde identificamos suas dificuldades e recomendamos atividades, vídeos e outros recursos digitais.

Polinize – O QMágico atinge qual público-alvo? No caso de estudantes, a partir e até qual idade pode acessar a plataforma?

Mateus Noronha – Temos alunos desde o 3º Ano do FUND I até o 3ª Série EM. Professores e gestores escolares usam a plataforma ativamente também.

Nossa plataforma não é focada em apenas uma matéria/assunto, pode ser usada para qualquer disciplina. Temos professores de inglês, robótica e programação usando a plataforma, por exemplo.

Polinize – Atualmente, o Qmágico atinge quantos estudantes, professores e escolas? Somente alunos de escolas parceiras podem acessar o Qmágico?

Mateus Noronha – Semanalmente, temos 15 mil alunos acessando e estudando pelo QMágico. Em 2017, atingimos cerca de 500 escolas e 1500 professores. Apenas os alunos de nossas escolas parceiras conseguem acessar a plataforma QMágico.

Polinize – Qual o benefício para os alunos? E para as instituições de ensino?

Mateus Noronha – O aluno tem feedback automático da plataforma em relação ao seu desempenho, facilidade no acesso de todas as suas tarefas e conteúdos, além de receber um atendimento mais personalizado da escola, possibilitado pelo nossa inteligência de dados.

As instituições de ensino parceiras do QMágico melhoram pedagogicamente, comunicam melhor com pais e ainda aumentam sua captação de alunos através das nossas ferramentas de marketing.

Polinize – Como o QMágico ajuda o dia a dia dos professores? Podemos esperar novidades para os próximos meses?

Mateus Noronha – Professores podem entender onde estão as maiores dificuldades da classe e/ou de cada aluno. Além disso, podem preparar atividades especiais para determinado grupo de alunos.

Com o auxílio da plataforma, os professores empregam também menos tempo em atividades mais básicas (correção, distribuição de conteúdo, xerox e etc) e conseguem acompanhar a execução de atividades mais complexas (recuperação de alunos com dificuldade, aprendizagem baseada em projetos e etc).

Temos sim novidades saindo do forno e 2018 vai ser um ano de grandes avanços no nosso produto.

Polinize – Em entrevistas e mesmo no site do QMágico vi que os professores têm possibilidade de ajudar individualmente cada aluno. Como isso acontece?

Mateus Noronha – A plataforma identifica as dificuldades de cada aluno e o professor pode desenvolver atividades especiais, ou indicar atividades prontas, para um pequeno grupo ou para apenas um aluno.

Polinize – Como os estudantes podem se preparar para o Enem usando a plataforma QMágico? O QMágico pode ajudar aos estudantes a se prepararem também para outras iniciativas, como competições de conhecimento ou vestibular?

Mateus Noronha – Apenas os alunos de nossas escolas parceiras conseguem acessar a plataforma QMágico hoje, pois entendemos que o processo de aprendizagem precisa de um educador atento e próximo do aluno. Dentro de nossas escolas parceiras, temos várias iniciativas para a preparação ENEM, olimpíadas e etc.

Qmágico: plataforma de educação de alunos do ITA apoia mais de 1500 professores
Compartilhar