Quais deveriam ser as novas políticas públicas para incentivos de bikes e patinetes nas grandes cidades?

6 months ago

*Por Gabriel Arcon

Quem vive nos grandes centros e cidades sabe bem o caos que é conseguir se locomover de maneira ágil. Não são poucas as vezes em que temos que sair de um local com pelo menos uma hora de antecedência para não chegarmos atrasados. Tudo isso requer planejamento e, claro, acaba deixando o dia a dia desgastante.

Por isso, tem sido grande o número de iniciativas que tentam, de forma diversas, promover ações que facilitem a mobilidade urbana nas cidades de grande movimento. Aliado a isso, há também uma maior preocupação com todo o processo das cadeias produtivas no Brasil para que este gerem o menor impacto possível no meio ambiente.

Com a mudança no último governo, devemos ver ainda mais esforços no sentido de incentivo à políticas públicas do uso de recursos sustentáveis para o deslocamento do maior número de pessoas possível. Em São Paulo, por exemplo, a Prefeitura tem apostado em chamamentos para a regulamentação de bikes e patinetes, cada vez mais utilizados pela população. A proposta, com isso, é que todos os modais de movimentação de pedestres e veículos possam coexistir de maneira saudável e eficiente para todos.

Outras ações que poderiam (deveriam) partir dos órgãos públicos são as construções de pontos de apoio aos ciclistas, com um investimento maior em obras de infraestrutura para esse público. A revitalização de ciclovias e ciclofaixas também é de suma importância para que se incentivem cada vez mais pessoas a usar esse meio de transporte.

Investir em segurança pública também é dever do poder público e direito de toda população. E claro que isso vale para aqueles que optam por fazer uso de bicicletas convencionais, bikes elétricas e patinetes pelas ruas da cidade. Por meio de uma iluminação adequada, pontos de ajuda e policiamento, mais pessoas se sentirão seguras para rodar pelas ruas com seus meios alternativos.

Por fim, vale destacar que essas são apenas premissas básicas do que poderia ser realizado por meio da esfera pública para gerar ainda mais adeptos de modais que sejam práticos, baratos e, claro, sustentáveis. O que mais você sugeriria para o gestor de sua cidade?

*Gabriel Arcon é CEO da E-moving, startup de aluguel de bikes elétricas

Renniê Paro

Published 6 months ago