You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

Setor de data centers cresce 80% na NVIDIA Enterprise e ultrapassa US$ 1 bi

Ao todo, a empresa fechou o trimestre com uma receita de US$ 3,08 bilhões, registrando um aumento de 39% em relação ao ano anterior

O negócio de data center da NVIDIA Enterprise alcançou um novo recorde nesse primeiro trimestre, ultrapassando a marca de US$ 1 bilhão, um aumento de 18% sequencialmente e um de 80% em relação ao ano anterior. Responsável pela revolução da computação paralela, a empresa está bem posicionada para promover as tecnologias mais solicitadas atualmente: computação em nuvem e IA.

O primeiro trimestre FY 21, fechado em 26 de abril de 2020, somou uma receita de US$ 3,08 bilhões - 39% a mais que os US$ 2,22 bilhões no ano anterior e 1% abaixo dos US$ 3,11 bilhões no trimestre anterior.

Nesse período, a NVIDIA Enterprise concluiu a aquisição da Mellanox Technologies Ltd. por um valor de transação de US$ 7 bilhões, em 27 de abril de 2020. Também foi necessário realizar a transição do evento GPU Technology Conference (GTC) para um formato 100% digital, que acabou triplicando o número de participantes registrados, alcançando mais de 55 mil inscritos. Os vídeos com o CEO da NVIDIA, Jensen Huang, apresentando os principais lançamentos e tendências de tecnologia foram vistos mais de 3,8 milhões de vezes nos três primeiros dias.

As novidades apresentadas no GTC 2020, como a nova arquitetura NVIDIA Ampere, o sistema NVIDIA DGX A100™, a plataforma NVIDIA EGX™ Edge AI, a tecnologia Mellanox SmartNIC, a EGX Jetson Xavier NX para servidores micro-edge, a estrutura NVIDIA Jarvis™, a plataforma Apache Spark 3.0, e o NVIDIA Merlin™, serão grandes motivadores para um crescimento ainda maior na área de data center da NVIDIA Enterprise, assim como no setor automobilístico e de visualização profissional.

Além disso, com o mundo impactado pela Covid-19, a NVIDIA realizou alguns esforços para auxiliar nesse momento complexo. A empresa e seus funcionários se comprometeram a doar mais de US$ 10 milhões para as pessoas afetadas durante esse período. A diretoria também acelerou promoções e aumentos para os funcionários. Visando a questão necessária da saúde no globo, a NVIDIA Enterprise lançou modelos de IA em colaboração com diversos Institutos Nacionais de Saúde para ajudar os pesquisadores a detectar a Covid-19 em exames de pulmão; também entrou para o consórcio de computação de alto desempenho da Casa Branca, ao lado de líderes do governo dos EUA e especialistas da indústria, para acelerar a pesquisa em busca de uma  vacina ou um medicamento para a doença. Para complementar esses esforços, a NVIDIA Enterprise forneceu uma licença gratuita de 90 dias para o NVIDIA Parabricks™, software de genoma que usa GPUs para acelerar a análise de dados de sequenciamento de genes, para pesquisadores do mundo inteiro que trabalham em tópicos relacionados ao novo coronavírus.

“Esse trimestre foi um período muito bom para a NVIDIA Enterprise. Apresentamos novidades, como a GPU Ampere, que eleva o nível da computação com inteligência artificial. Nossa conferência digital atraiu um número muito maior que o esperado - nos fazendo até pensar em talvez continuar com o formato digital, além do presencial -, e a aquisição da Mellanox aumenta ainda mais as possibilidades do que podemos fazer”, comenta Marcio Aguiar, gerente sênior da NVIDIA Enterprise para América Latina. “A prioridade atual é combater essa pandemia mundial. Para isso, realizamos diversas ações visando colaborar com parceiros para descobrir uma vacina e também manter outras indústrias funcionando de maneira remota. Por conta de nossas tecnologias, conseguimos ajudar todos os mercados.”

As perspectivas da NVIDIA para o segundo trimestre do ano fiscal de 2021 incluem o impacto da aquisição da Mellanox, que foi encerrada no primeiro dia do segundo trimestre.  A previsão de receita é de US$ 3,65 bilhões, um crescimento aproximado de 2%. Espera-se que a Mellanox contribua com uma porcentagem baixa.

Para conferir os detalhes completos do balanço do primeiro trimestre, só acessar aqui.

Top stories in your inbox!