You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Shift cria solução com tecnologia InterSystems

Shift cria solução com tecnologia InterSystems

Plataforma de dados InterSystems IRIS for Health dá suporte para Shift integrar sua ferramenta Shift

LIS (Sistema de Informação Laboratorial) à Rede Nacional de Dados em Saúde por serviço de nuvem

A Shift, empresa brasileira de tecnologia da informação especializada em soluções para medicina diagnóstica, desenvolveu uma forma ágil de integração e comunicação de dados para que os laboratórios do país cumpram a Portaria nº 1.792, publicada pelo Ministério da Saúde. A portaria tornou obrigatória a notificação ao ministério de todos os resultados de testes diagnósticos para detecção da COVID-19 realizados por laboratórios da rede pública, rede privada, universitários e quaisquer outros, em todo território nacional, em 24 horas.

A partir da plataforma de dados InterSystems IRIS for Health, a Shift desenvolveu a integração do Shift LIS (Laboratory Information System) com a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) por meio de um serviço em nuvem que permite a atualização automática de todos os dados dos laboratórios de análises clínicas, além de permitir a centralização do serviço de comunicação dos resultados desses laboratórios com o Ministério da Saúde. “Graças à nossa parceria com a InterSystems, nossos clientes conseguem enviar seus dados de forma automática e em tempo real para a RNDS, contando com tecnologia de ponta e padrões mundiais de interoperabilidade no setor da saúde”, afirma Marcelo Lorencin, presidente e fundador da Shift. Sua empresa presta serviços aos maiores laboratórios do país e é responsável por processar anualmente mais de 280 milhões de exames no Brasil.

Vale ressaltar que a plataforma de dados da InterSystems oferece suporte às principais normas e certificações de interoperabilidade dos serviços de saúde, incluindo FHIR (Fast Healthcare Interoperability Resources nas versões STU3 e R4, sendo esta última a usada pela RNDS), repositório FHIR, recursos SMART on FHIR, Health Level Seven (HL7) versões 2 e 3, Consolidated CDA (C-CDA), Integrating the Healthcare Enterprise (IHE), American Society for Testing and Materials (ASTM), X12, NCPDP, DICOM e outros.

Na opinião de Alexandre Tunes, country manager da InterSystems Brasil, “InterSystems IRIS for Health™ é a primeira e única plataforma de dados do mundo desenvolvida especificamente para extrair valor dos dados de saúde, permitindo que os desenvolvedores criem e dimensionem rapidamente aplicações inovadoras”. Além disso, as organizações da área de saúde contam também com a soluções da InterSystems HealthShare e TrakCare.

Segurança e confiabilidade – O serviço em nuvem gerado pela Shift garante aos laboratórios manter o foco em sua atividade principal com a garantia de entrega das informações à RNDS de forma segura e rastreável, o que evita custos com desenvolvimento, manutenção e aumento de recursos computacionais por parte do cliente. Quando as informações são emitidas, é feita a conversão para o padrão de comunicação FHIR R4, a autenticação entre o serviço de interoperabilidade da Shift e a RNDS e então o envio dos dados. O sistema recebe os dados do SHIFT LIS e realiza a conversão para os padrões utilizados pela RNDS (FHIR, HL7, LOINC). “Utilizamos o IRIS da InterSystems como plataforma de tecnologia, pois já dispõe de facilidades para adoção destes padrões, além da rastreabilidade de todas as requisições entre os sistemas”, completa Lorencin.

Para Marcelo Lorencin, o serviço criado pela Shift foi possível em função da InterSystems IRIS for Health ser uma plataforma completa para criação de soluções na saúde, com recursos de interoperabilidade que proporcionam confiabilidade, velocidade e escalabilidade da plataforma. “Em seu núcleo, a plataforma possui um banco de dados de alta performance, utilizado em aplicações de missão crítica, com acesso multidimensional com capacidade para execução de cargas de trabalho analíticas e transacionais concorrentes, possibilitando a execução de modelos preditivos de forma dinâmica em resposta a eventos e transações, exploração de dados, geração de relatórios e alertas, envio de informações utilizando variados protocolos e padrões, tudo em tempo real”, explica.

Top stories in your inbox!