A Signify, antiga Philips Lighting, líder mundial em iluminação, anunciou recentemente o lançamento no Brasil da Interact, uma plataforma IoT voltada ao público profissional que permite aos seus usuários aproveitar todo o potencial da iluminação conectada.

Foram apresentados, no Brasil, alguns produtos do Interact tanto voltados à cidade quanto a lojas e escritórios. No quesito cidades está o Interact Landmark que permite, dentre outras coisas, monitorar, gerenciar e programar a iluminação arquitetônica facilitando a criação e a ativação de shows de luzes em qualquer lugar, simplificando a manutenção para proteger o investimento e o Interact Cities que, além de ajudar a melhorar a segurança e o embelezamento das cidades, aponta, por meio de seu software, quando alguma luz está prestes a queimar, facilitando a eficiência na manutenção e a economia de energia.

Visando um uso em menor escala, foi criado o Interact Office, que possibilita o uso de dados para entender como o escritório é usado e, assim, otimizar seu espaço. Ele utiliza diferentes configurações de luz para facilitar a colaboração, melhorar a concentração e energizar os funcionários.

Além dele, foi lançado o Interact Retail focado em lojas e que permite que haja um agrupamento, divisão e programação da iluminação conectada para suportar serviços que aumentem o engajamento do comprador, bem como a navegação interna no intuito de melhorar a produtividade da equipe. Ele cria espaços de varejo flexíveis, acionando comportamentos específicos de compradores por meio de zoneamento e camadas de luz, e oferece ofertas baseadas em localização para compradores em seus smartphones por meio do aplicativo da loja.

"O Brasil continua representando um importante potencial de crescimento para nós na Signify e estamos comprometidos em trazer a mais recente tecnologia de nossas soluções inteligentes de iluminação para o benefício das pessoas", disse Daniel Tatini, diretor geral do Brasil da Signify.

“À medida que a iluminação se torna verdadeiramente inteligente, nossos produtos, sistemas e serviços para a Internet das Coisas criam soluções que produzem dados para os usuários e oferecem benefícios além da iluminação”, acrescentou.

Um novo relatório¹ produzido pela Signify e pelo World Council on City Data (WCCD) confirmou que as cidades poderiam economizar energia e reduzir a emissão de CO2 em quase dois terços com a introdução da iluminação LED inteligente. O estudo revelou que a cidade de Los Angeles fez uma economia de energia de 63% em 2016 implementando um sistema desse tipo. A Signify implementou essas tecnologias de economia de energia na América Latina, em lugares como a ponte de Manaus no Brasil e a cidade de Buenos Aires, na Argentina.

Como líder mundial em iluminação e empresa de iluminação para a IoT, a Signify, anteriormente conhecida como Philips Lighting, já instalou 29 milhões de pontos de luz conectados em todo o mundo e planeja que todos os novos produtos LED produzidos sejam conectáveis até 2020.

¹ “The Citywide Benefits of Smart & Connected Public Lighting” relatório pela Philips Lighting e WCCD, avaliado através dos dados da norma ISO 37120, publicado em 2017.