You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Simon oferece única plataforma de AIOPS da América Latina com faturamento de R$ 2,4 milhões ao ano

Simon oferece única plataforma de AIOPS da América Latina com faturamento de R$ 2,4 milhões ao ano

Solução de inteligência artificial, altamente tecnológica, correlaciona eventos e permite a autorecuperação de incidentes de TI, monitorando e predizendo KPIs

Com o intuito de otimizar a performance de negócios e sistemas online, a startup Simon se consolida no mercado como a primeira plataforma digital que reúne Inteligência Artificial para as Operações de TI (AIOPS), Autonomous Business Analytics e Machine learning em um só lugar, mapeando, correlacionando e automatizando ações. Com pouco mais de um ano de atuação, a solução já fatura uma média de R$ 2,4 milhões por ano 200 mil por mês e tem em seu portfólio parcerias com gigantes de tecnologia, como NVIDIA, Microsoft e AWS.

Criada em 2019 pelos empreendedores Antonio Jorge Soares de Souza, Diego Tessarollo e Edhuardo Tierrez, a ferramenta, inédita no Brasil e na América Latina, não apenas coleta e monitora dados, como também fornece análises preditivas ajudando na gestão inteligente e assertiva de empresas em diversos segmentos.

“O Simon surgiu observando as necessidade dos clientes em monitorarem os seus negócios, prejudicado pelo grande volume de informações que são geradas a cada instante por aplicações, sistemas, usuários, dispositivos e IoT. Percebemos que o monitoramento manual das operações de TI não faz mais sentindo, uma vez que o ser humano não consegue realizar leituras de dados na mesma velocidade que as máquinas. Hoje, a solução permite que a Inteligência artificial seja viável em qualquer organização, eliminando a necessidade de múltiplas ferramentas”, explica Diego Tessarollo, CEO e cofundador da startup.

Ao incorporar o uso desse tipo de tecnologia, as empresas podem reduzir o tempo ocioso de trabalho em até 30%, o que significa grande economia de recursos, além da diminuição do subaproveitamento e da melhora do tempo produtivo dos especialistas.

“Identificamos que a nossa ferramenta também tem um papel importante para potencializar a competitividade no mercado, o aumento da produtividade e a melhoria da qualidade do serviço. Após a implantação da ferramenta, nossos clientes tiveram pelo menos 70% de redução nos recursos com incidentes no negócio, 80% com monitoramento e 30% de redução do acionamento para equipes especializadas. Isso só foi possível porque o próprio Simon permite uma análise em 360 graus, e realiza o mapeamento de fatores diferentes: infraestrutura, comportamento do negócio e performance dos canais digitais”, detalha Diego Tessarollo.

Para 2020, a startup se prepara para os próximos passos do negócio, com planos de expansão para diversos estados do Brasil, com o objetivo de aumentar o alcance de investidores, parceiros e clientes. A expectativa é fechar o ano com um crescimento de 100% da empresa.

Sobre o Simon

Startup criada em 2019 como a primeira solução brasileira que reúne Inteligência Artificial para as Operações de TI (AIOPS), Business Analytics e Machine learning, mapeando, correlacionando e automatizando eventos com o intuito de otimizar a performance de negócios e sistemas online. Aprovada em diversos programas internacionais para aceleração de startups, com os maiores players do mercado em suas áreas: Nvidia, Microsoft e AWS, a solução promove o combate direto à incidentes tecnológicos com utilização de inteligência artificial causando disrupção no modelo de atuação das operações de TI atuais.

Sobre Diego Tessarollo

Possui 16 anos de experiência em desenvolvimento de softwares, os últimos 8 dedicados no desenvolvimento de startups. Estudou Digital Entrepreneurship em Stanford e Inteligência Artificial na DeepLearning.ai.

Sempre inovador, esteve entre os 40 selecionados de 4000, do Programa Sthart da Startup House, além de uma startup aprovada no primeiro round do programa de aceleração SEED em MG, fundador de uma fábrica de software e atualmente é CEO na SimonOps, Startup de Inteligência Artificial focada em simplificar a vida dos gestores e profissionais de TI.

Top stories in your inbox!