Stefanini é líder em dois quadrantes no Relatório de Transformação Digital da ISG Américas

8 months ago

A automação de processos robóticos (RPA) e a inteligência artificial estão mudando a forma como as empresas de negócios digitais nas Américas estão fornecendo serviços para seus clientes corporativos, de acordo com um novo relatório publicado pela consultoria Information Services Group (ISG) (Nasdaq: III).

O Relatório de Transformação de Negócios Digitais ISG Provider Lens ™ para as Américas mostra que muitos fornecedores, como a Stefanini, contam com ofertas com um alto grau de automação, ao mesmo tempo em que oferecem serviços especializados, priorizando eficiência, agilidade, provisionamento e segurança, com base nas necessidades do cliente.

A multinacional brasileira, que no relatório Brasil foi apontada como líder em quatro setores - Habilitando a Jornada do Cliente, Operações Empresariais Digitais, Criação e Personalização de Produtos Digitais e Entrega Contínua Digital -, conquistou duas posições de destaque no relatório Américas: Criação e Personalização de Produtos Digitais e Entrega Contínua Digital – Aprimorando a Agilidade Corporativa.

Os dados dos dois relatórios da ISG reforçam como a Stefanini tem se preparado nos últimos anos para oferecer um portfólio completo, que auxilie os clientes nos processos de transformação digital. Nosso objetivo é compreender as necessidades do cliente, em qualquer área de atuação, para desenvolver soluções inovadoras, que façam sentido para a estratégia de negócios dele”, afirma Marco Stefanini, CEO Global da Stefanini.
Segundo o levantamento da ISG, muitos fornecedores estão desenvolvendo propriedade intelectual, incluindo ferramentas e ofertas como serviço, utilizando analytics, automação, inteligência artificial e computação cognitiva. Essa mudança afeta diretamente empresas que antes se mantinham competitivas apenas pela oferta de preços mais baixos.

“Em um mundo cada vez mais conectado, a estrategia digital agregando tecnologias como “smart factory”, segurança cibernética, IoT, soluções cognitivas e customer experience passou a ser mandatório não apenas para o crescimento, mas para a sobrevivência das empresas no mercado”, afirma Spencer Gracias, CEO da Stefanini para América do Norte e Ásia-Pacífico. “Nossa presenca global em 40 paises permite que possamos não apenas estar alinhados com as mais inovadoras tecnologias, mas principalmente aplicá-las de acordo com a necessidade especifica de cada cliente, em cada parte do mundo”, conlui Gracias.

A ideia é compartilhada também pelo CEO da Stefanini na América Latina, Marcelo Ciasca, que aponta as soluções digitais como um dos fatores que influenciaram no crescimento da Stefanini na região. “Em 2018, a empresa cresceu 25% em Latam, impulsionada por soluções robustas e pelo que temos de melhor: pessoas engajadas, criativas e que realmente investem na experiência do cliente.”

O crescente número de serviços automatizados aponta que o cliente está levando em conta muito mais do que as habilidades e os processos oferecidos, disse Rajib Datta, sócio da ISG Americas. "Agora, a avaliação dos fornecedores inclui que tipo de bots, IA, aprendizado de máquina e tecnologias cognitivas são fornecidos", destaca Datta. "As empresas de serviços estão se tornando provedores de negócios e não apenas de suporte técnico."

O relatório também observa o surgimento de ecossistemas de transformação digital, em que os principais fornecedores realizam parcerias para oferecer um pacote mais abrangente de serviços, o que acaba se tornando mais valioso do que as soluções separadamente. “A Stefanini vem se tornando cada vez mais competitiva com o seu ecossistema de inovação. A empresa acredita neste modelo colaborativo para continuar se destacando globalmente”, ressalta Breno Barros, diretor global de Inovação e Negócios Digitais da Stefanini.

O Relatório de Transformação de Negócios Digitais ISG Provider Lens™ para as Américas avalia as capacidades de 24 fornecedores de serviços em pelo menos três dos 17 países Pan-Americanos incluídos no relatório. As empresas são avaliadas em sete quadrantes: Habilitando a jornada do cliente, operações corporativas digitais, plataformas digitais transformadoras (PaaS), serviços digitais de transformação (XaaS), criação e personalização de produtos digitais, entrega contínuae Blockchain como serviço.

Uma versão personalizada do relatório está disponível no site da Stefanini.

Eline Menezes

Published 8 months ago