Dani Almeida, jornalista e especialista em imagem, aponta o que se deve evitar em redes sociais para manter uma boa imagem e até conseguir melhores empregos

Celebridades e youtubers, recentemente, perderam contratos milionários por conta de conteúdos nas suas redes sociais. Mas quem não se lembra dos homens que perderam seus empregos e tiveram a imagem completamente arranhada, depois que um vídeo com uma “brincadeira de mal gosto”, palavrões e comentários machistas feito durante a Copa do Mundo viralizou mundo afora?! As redes sociais podem ser uma ferramenta para construir uma boa imagem, conseguir ascensão social e empreender. Mas também pode destruir sua imagem, conforme você administrá-las...

A popularização da internet mudou a forma como as pessoas se relacionam, e as redes sociais se tornaram grandes protagonistas desse processo. Elas estão transformando o acesso à informação e o compartilhamento dela, e, inevitavelmente, acabam modificando os modos e as relações de trabalho.

Segundo Dani Almeida, jornalista e especialista em imagem, “todos os usuários das redes sociais transmitem uma mensagem para quem quiser ver o seu perfil. As plataformas digitais já se comunicam automaticamente com gostos e opiniões pessoais. Empresas buscam ler perfis de candidatos antes da contratação e monitoram se o funcionário não está dizendo barbaridades contra missões e valores da empresa onde trabalham. E não adianta fechar sua conta no facebook e dizer que ela é pessoal e o linkedin é profissional, por exemplo, hoje é tudo uma coisa só”, aponta.

E Dani complementa “Recentemente grandes influenciadores e youtubers, ao darem sua opinião, que foi entendida de forma pejorativa ou até mesmo racista perderam seus patrocínios com grandes empresas. Por este motivo é essencial que fiquemos atentos ao que postamos nas nossas redes sociais e o mais importante, como postamos”, comenta.

Por este motivo, Dani preparou uma série de dicas para que você não precise ficar paranoico e parar de postar o que está pensando ou – o que seria ainda pior – deletar o seu perfil de todas as redes. Para acertar o tom dos seus comentários e ajustar seu perfil online confira esta série preparada pela especialista:

1- Você não está apenas entre amigos
Nas redes sociais, como em qualquer outro lugar, há pessoas cheias de más intenções. Uma dessas pessoas pode estar louca de vontade de arrumar uma forma de prejudicar a sua imagem e, se você der bobeira, ela pode não perder a oportunidade. Pense, por exemplo, no café da empresa. Você não vai sair gritando o que pensa sobre aquele colega chato, pois é muito provável que pessoas não tão próximas a você escutem, certo? Para as redes sociais vale tomar o mesmo cuidado.

2- Excessos pegam mal
“As redes sociais deixaram as pessoas mais escancaradas”, afirma Dani Almeida. Antes de compartilhar qualquer coisa, pense se não está exagerando nos detalhes.

3- Tome cuidado com o que pode ser mal interpretado
Não há problema algum você tomar uma cerveja no final de semana, mas se você aparecer o tempo todo com um copo de bebida nas mãos pode passar a imagem de alguém que só quer se divertir ou, pior, que vive de ressaca. E aí?

4- Evite assuntos polêmicos
A boa e velha regra de não discutir religião, política ou futebol, por exemplo, vale muito também para as redes sociais. Você pode, claro, ter suas convicções, mas não precisa escancarar tudo o que pensa. Lembre-se de que as pessoas podem ter opiniões diferentes da sua e fazer julgamentos precipitados. Se a sua opinião política for totalmente contrária à do recrutador você pode perder pontos porque, mesmo inconscientemente, ele pode simpatizar mais com outro candidato.

5- Erros de português
Cuidado – muito cuidado com erros de português. Por mais inocente que seja um post, se você mandar um “agente” no lugar de “a gente”, usar “mais” no sentido de “mas”, pode não ter outra chance para explicar que foi só um errinho de digitação.

6- Coloque-se no lugar do outro
“O que um cliente pensaria se visse isso?”. É essa a pergunta que muitos recrutadores fazem ao checar o perfil de um candidato nas redes sociais – principalmente se a vaga em questão exige relacionamento direto com clientes. Faça essa pergunta você mesmo antes de publicar qualquer coisa.

7 - Não critique sua empresa
Tenha cuidado com o que você publica sobre a empresa em que trabalha atualmente, ou mesmo sobre empresas pelas quais passou. Se você fala mal – inclusive citando o nome – da empresa em que trabalha ou trabalhou, um recrutador que está de olho em você vai levar isso em consideração.

8- Seja cordial
Por fim, seja gentil e educado em qualquer situação. Ninguém quer contratar uma pessoa que demonstra falta de respeito em suas relações