Muito mais que plataformas, as redes sociais corporativas são espaços de troca de informações e conhecimentos institucionais. Não basta investir em tecnologia e acreditar que somente ela irá contribuir para elevar as taxas de leitura e engajamento dos funcionários.

“Nesse Checklist, você poderá saber o grau de maturidade da sua rede corporativa e se ela realmente tem sido vista pelos colaboradores como uma ferramenta fundamental no cotidiano”, explica a especialista em Comunicação Organizacional Integrada  Isabela Pimentel.

Responda sim ou não e, ao final, avalie se sua rede social necessita de mais conteúdos atraentes e campanhas interativas.

O objetivo é ajudar corporações a elevar ao máximo seu engajamento e relacionamento com seus públicos. Ela divide do processo em cinco etapas fundamentais para o sucesso do engajamento.

1.    Estrutura

  • As abas têm nomes simples, que podem ser assimilados facilmente?
  • A navegação é em camadas?
  • O colaborador pode editar seu perfil pessoal dentro da rede profissional?
  • A estrutura de navegação é clara?
  • Há um espaço para troca de mensagens em tempo real?
  • Há funcionalidades das redes sociais agregadas?
  • Há uma aba dedicada a conteúdos sobre pessoas?
  • Há uma aba que conta a história e memória da empresa?
  • Há espaços para envio de sugestões de matéria?
  • Há espaço para comentários, dúvidas e sugestões?
  • Os sistemas mais utilizados pelos colaboradores (acesso ao ponto, por exemplo) rodam na nova rede corporativa?

2.    Conteúdo

  • Outras áreas, além da comunicação, podem postar conteúdo?
  • Há um treinamento para que outras áreas se tornem publicadoras?
  • Há suporte para vídeos?
  • Há possibilidade de envio de conteúdo por colaboradores?
  • A home da rede corporativa é personalizável?
  • Há mecanismos de busca de conteúdo por palavras-chave?
  • Há possibilidade de salvar textos e documentos favoritos?
  • É possível o compartilhamento de status?
  • É possível curtir e compartilhar conteúdo de outros perfis?
  • Há fóruns temáticos e grupos de gestão do conhecimento?
  • Há enquetes e espaços onde o colaborador possa dar seu voto e opinião?
  • O conteúdo dá voz, espaço aos colaboradores?
  • Há uso de ferramentas multimídia?
  • O storytelling é uma ferramenta utilizada?

3.    Governança

  • Há uma estrutura de governança?
  • Há um manual de boas práticas?
  • Foi criada uma política de moderação dos conteúdos?
  • Há uma equipe dedicada a sanar dúvidas?
  • Há canais de suporte?
  • Foi criado um ‘Perguntas e Respostas’, com as principais dúvidas?
  • Os gestores dão o exemplo e recomendam o uso da ferramenta?

4.    Acesso

  • Há uma quantidade considerável de acessos diários?
  • Um percentual considerável de colaborares já utiliza a ferramenta no cotidiano?
  • As matérias principais são lidas pelas áreas entrevistadas?
  • Há constância no número de curtidas, comentários e compartilhamentos nas notícias e campanhas publicadas na rede social corporativa?

5.    Resultado

  • 26 a 36 negativas:  Sua empresa precisa investir urgentemente em uma revisão da rede corporativa atual, que está muito mais para uma intranet 1.0.
  • 16 a 26 negativas: Sua empresa já começou a pensar nessa plataforma, mas ela não é prioridade. É preciso um olhar mais atento para ela.
  • 10 a 16 negativas: Sua empresa valoriza a comunicação com os funcionários, mas precisa reavaliar a política editorial e as ferramentas usadas.
  • 0 a 10 negativas: Sua empresa está no caminho certo no que diz respeito a uma rede social corporativa que gere engajamento. Vale rever a forma de entrega dos conteúdos e a linguagem.
  • 0 a 6 negativas:  Sua rede corporativa é interativa, leve e os conteúdos são atraentes. A partir de agora, é importante monitorar o resultado das campanhas e sempre buscar melhorias e incorporação de novidades.