Tecnologias podem aumentar a eficiência do setor financeiro

4 months ago

Por Marcus Piombo, Vice-Presidente de Operações (COO) da Resource

Abrir e fechar contas, consultar o saldo, checar o extrato da última semana, fazer pagamentos e até investir alguma possível economia no fim do mês. Quem já teve de esperar horas em uma fila, tentando fazer alguma dessas operações, sabe que poder resolver qualquer transação bancária em apenas alguns toques no celular é uma enorme inovação. Mas, você sabia que o aplicativo do seu banco não é a única vantagem que o mercado financeiro pode ter com a transformação digital?
O uso da tecnologia para a criação dos aplicativos de “home banking” é apenas uma das oportunidades criadas pelo avanço das novas soluções de TIC para o setor bancário. Mais do que o acesso às contas via celular, a transformação digital pode propiciar a criação de uma série de novidades, incluindo o surgimento de produtos e modalidades de negócios, o fortalecimento das fintechs e a expansão da oferta de crédito ao redor do mundo.
A inovação tecnológica aplicada ao mercado financeiro é uma oportunidade única para agregar eficiência, desempenho e confiabilidade. A “agência digital” instalada em seu smartphone é, portanto, apenas um exemplo disso. Afinal de contas, por trás de qualquer novidade, há sempre muito mais tecnologia do que podemos imaginar.
Antes de chegar ao mercado ou à tela de nosso smartphone, há uma extensa lista de recursos e garantias que precisam ser resolvidas. Estamos falando de exigências legais, como as condições impostas pelo Banco Central e pelos órgãos reguladores, além de outras questões técnicas que incluem segurança, armazenamento de dados e performance, por exemplo. Todos esses pontos são analisados meticulosamente ao longo de cada uma das inúmeras etapas de desenvolvimento de uma solução.
A lista de demandas para oferecer uma aplicação móvel ou virtual é enorme. O dia a dia “real” das instituições, entretanto, não é diferente. Garantir a estabilidade e disponibilidade da rede física e dos servidores que mantêm todo o conjunto de ofertas de uma empresa sempre em ordem exige atenção e investimento constante.
Não por acaso, os bancos estão trabalhando para se destacar com inovação. Somente no ano passado, estudos apontam que as instituições financeiras gastaram mais de R$ 19 bilhões em tecnologia da informação – e isso deve seguir como tendência para os próximos anos. Os times de desenvolvimento de bancos e fintechs que quiserem acompanhar a inovação neste mercado precisam entender, rapidamente, que a aplicação de recursos em TI não é uma simples opção, e sim uma condição primordial.
Entre as tecnologias para o futuro, podemos destacar a utilização de novas soluções em Nuvem para o armazenamento e processamento ágil de dados; aplicações de Big Data, Analytics e Blockchain, voltadas para a análise inteligente das informações e formação de processos mais seguros. Há também o conceito de Open Banking, que permite a criação de soluções a partir de interfaces de programação (API) para diferentes demandas financeiras.
Outra tendência é o uso cada vez mais acelerado de plataformas de Inteligência Artificial (IA) e automação nas pontas de atendimento. Dados da Febraban indicam que mais de 80% dos bancos e empresas ligadas ao mercado financeiro planejam criar ou intensificar suas estratégias de adoção dessas soluções nos próximos dois anos.
Vale salientar, porém, que todo esse investimento precisa ser acompanhado de ações de segurança digital e física. O desenvolvimento de novos meios de pagamento e a aplicação de processos mais seguros para o usuário final (e para as informações internas) são ações que precisam estar no cerne das estratégias de transformação digital das empresas financeiras. Recursos como biometria, análise de perfil, prevenção às fraudes, combate aos crimes fiscais e proteção de crédito são oportunidades para que o mercado bancário mostre valor para os clientes.
Em uma era na qual podemos usar nossos smartphones como verdadeiras agências bancárias, é de se esperar que os investimentos em tecnologias continuem a melhorar a experiência dos clientes – e das equipes internas de colaboradores -, tornando os bancos mais eficientes e práticos.
É exatamente isso que, agora, as instituições financeiras precisam mostrar a seus consumidores. O aplicativo de controle bancário já está disponível, mas não é apenas isso que bastará para os clientes se manterem fieis no futuro. Os bancos deveriam encarar a transformação digital como uma oportunidade para se manterem à frente dos concorrentes, com agilidade e confiabilidade. A tecnologia é uma excelente chance de romper barreiras e de mudar o status quo do mercado. Os vencedores desta disputa serão os que souberem utilizar a inovação de uma maneira inteligente e eficaz para o avanço de seus negócios.

Carol Tiago

Published 4 months ago