TOPMIND automatiza e amplia suporte para a Nidera Sementes

by Fabiele Fortaleza | 1 min read

A TOPMIND, uma das principais empresas de prestação de serviços de TI no Brasil, anuncia acordo para a integração de novas soluções de apoio técnico e operacional para a Nidera Sementes, companhia do grupo Syngenta que é especializada no desenvolvimento de sementes para o setor agropecuário no Brasil. A parceria abrangerá suporte especializado e a implementação da plataforma ControlTEMM para gestão inteligente de recursos de telecomunicações e controle de equipamentos.
A Nidera Sementes precisava de um parceiro que a ajudasse a simplificar e aperfeiçoar alguns processos de Gestão de Contratos e Ativos de Telecomunicações e sabendo do know-how da TOPMIND no segmento, a empresa fechou uma parceria que garantirá a Nidera uma redução importante em seus gastos, cerca de 30%.
“Além da redução dos gastos, a Nidera buscava uma plataforma robusta de automação das rotinas e contratos de telecomunicações, centralizando e dando visibilidade as informações de Telefonia Móvel, Fixa e Dados numa só base hospedada na Nuvem, exatamente a proposta de nossa solução ControlTEMM”, afirma Marco Fregonezi, Gerente de Pós-Venda da TOPMIND.
A plataforma ControlTEMM automatiza o gerenciamento de contas, pagamentos, cobranças, contratos com as diversas operadoras, inventário, demanda e rateio para os centros de custos, proporcionado à empresa a liberação de recurso para ações estratégicas.
“A Nidera, com os serviços da TOPMIND, pode dedicar tempo a outras atividades, pois além da automação e gestão mensalmente recebemos um Book Analítico com todas as ações tomadas ao longo do período e os reflexos nos meses seguintes, sempre visando otimização e redução de custo”, conta Leandro Bianchini, Líder de TI Brasil e Paraguai da Nidera Sementes.
O mercado tem demandado soluções e serviços eficientes, e cada vez mais a automação é necessária, pois garante a empresa tomada de decisão rápida e com segurança. “Nos orgulhamos muito, pois a TOPMIND foi pioneira no mercado de TEM (telecom expense management) no Brasil, em 2004, quando o mercado ainda estava focado em billing, a empresa já estudava a tendência da mobilidade e com ela seus desafios” diz Fregonezi.

Share twitter/ facebook/ copy link