You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

TransUnion anuncia resultados consistentes no 3º trimestre de 2019

A companhia registrou 14% de aumento em sua receita, encerrando o período com um lucro líquido de U$92 milhões

A TransUnion (NYSE: TRU), empresa global de soluções de informação, anuncia seu balanço financeiro do terceiro trimestre de 2019 com forte crescimento em seus resultados e ajuste do EBITDA. Durante o período, a instituição arrecadou US$ 689 milhões de receita, um aumento de 14% em comparação com o terceiro trimestre de 2018.

A receita ajustada, que desconsidera o impacto de reduções contábeis de receita diferida e outros ajustes em empresas recentemente adquiridas, também foi de US$ 689 milhões. O rendimento representa um desenvolvimento de 11% em comparação com o mesmo período de 2018, excluindo a receita de monitoramento de crédito incremental do ano passado devido à violação em um concorrente.

Como resultado, o lucro líquido atribuído à empresa foi de US$ 92 milhões, comparado aos US$ 46 milhões reportados no terceiro trimestre de 2018. Já o lucro diluído por ação foi de US$ 0,48, equiparado com o valor de US$ 0,24 no mesmo período do ano passado, e o lucro líquido ajustado encerrou o trimestre com US$ 146 milhões, um aumento se comparado aos US$ 125 milhões no terceiro trimestre do ano anterior. O lucro ajustado diluído por ação foi de US$ 0,76, contrastado aos US$ 0,65 no mesmo período do ano passado.

O EBITDA ajustado foi de US$ 281 milhões, representando um aumento de 15% em comparação com o terceiro trimestre de 2018. A margem EBITDA ajustada foi de 40,7%, enquanto o mesmo período do ano anterior registrou 39,4%.

"A TransUnion registrou mais um trimestre sólido e com um crescimento de dois dígitos da receita ajustada, do EBITDA ajustado e do EPS ajustado", afirma Chris Cartwright, presidente e CEO da TransUnion. "Os resultados refletem a cultura de alto desempenho da equipe da TransUnion, bem como nossa matriz de ativos de dados privilegiados, capacidade e infraestrutura tecnológica. Continuamos a investir agressivamente em todas essas áreas para manter nossa posição de liderança no setor".

"Nosso alto desempenho também nos proporcionou a oportunidade de pagar mais de US$ 165 milhões em débitos, trazendo nosso total de pré-pagamentos para US$ 265 milhões no ano e US$ 325 milhões nos últimos 12 meses. Fomos capazes de realizar isso mesmo fazendo investimentos nos negócios, participando de fusões e aquisições estratégicas e pagando nossos dividendos trimestrais ao longo desse período", complementa Cartwright.

TransUnion Internacional

A receita internacional da TransUnion foi de US$ 160 milhões, um aumento de 24% em comparação com o terceiro trimestre de 2018 e 28% em câmbio constante. A receita ajustada internacional também foi de US$ 160 milhões, um aumento de 10% em comparação com o terceiro trimestre de 2018 e 14% em câmbio constante. Já o EBITDA ajustado foi de US$ 64 milhões, um aumento de 12% (16% em câmbio constante) em comparação ao mesmo período de 2018.

·       A receita da América Latina foi de US$ 26 milhões, um aumento de 8% (13% em câmbio constante) em comparação com o terceiro trimestre de 2018;

·       A receita do Canadá foi de US$ 27 milhões, um aumento de 11% (12% em câmbio constante) em comparação com o terceiro trimestre de 2018;

·       A receita do Reino Unido foi de US$ 48 milhões. A receita ajustada também foi de $48 milhões, um aumento de 6% (12% em câmbio constante) em comparação com o terceiro trimestre de 2018;

·       A receita de África foi de US$ 16 milhões, um aumento de 2% (7% em câmbio constante) comparado com o terceiro quarto de 2018;

·       A receita da Índia foi de US$ 27 milhões, um aumento de 33% (34% em câmbio constante) em comparação com o terceiro trimestre de 2018;

·       A receita da Ásia-Pacífico foi de US$ 16 milhões, um aumento de 1% (1% em câmbio constante) em comparação com o terceiro trimestre de 2018.

Liquidez e Recursos de Capital

O caixa e seus equivalentes somaram US$236 milhões no dia de fechamento do período, em 30 de setembro de 2019, e US$ 187 milhões em 31 de dezembro de 2018. O total em débitos, incluindo a parcela atual da dívida de longo prazo, foi de US$ 3,7 bilhões em 30 de setembro de 2019 e de US$ 4 bilhões em 31 de dezembro de 2018.

Durante os nove meses do ano fiscal, encerrados em 30 de setembro de 2019, o total em caixa proveniente das operações foi de US$ 588 milhões, em comparação com o valor de US$ 410 milhões em 2018. Já o crescimento deveu-se, principalmente, ao aumento do desempenho operacional, atenuado em parte pela maior despesa de juros resultante do aumento da dívida remanescente devido às nossas aquisições em 2018.

O caixa utilizado em atividades de investimento foi de US$ 155 milhões, em comparação com o total de US$ 1,9 bilhão em 2018, em resultado, principalmente, à menor parcela do caixa utilizada para aquisições e aos rendimentos da venda das operações descontinuadas da Callcredit. O valor foi parcialmente contrabalanceado por um aumento das despesas de capital, que foram de U$132 milhões, em comparação com o total de US$ 118 milhões em 2018. O caixa utilizado em atividades de financiamento foi de US$ 373 milhões, em comparação com uma fonte de caixa de US$ 1,6 bilhão em 2018.

A mudança no caixa proveniente das atividades de financiamento foi devida principalmente aos rendimentos do empréstimo de 2018 para financiar nossas aquisições, em parte atenuada pelo valor de US$ 265 milhões em pré-pagamentos de dívida remanescente em 2019, pelo valor de US$ 38 milhões em caixa usado para pagar impostos retidos de funcionários sobre ações restritas adquiridas durante o ano que registramos como ações recompradas, e um pagamento de dividendos trimestrais feito a mais em 2019 em comparação com 2018.